Nic Bothma/EFE
Nic Bothma/EFE

Dunga culpa cansaço e admite mudar seleção brasileira

Treinador do Brasil destaca a luta dos jogadores para conseguir o triunfo sobre o Egito por 4 a 3

Agencia Estado

15 de junho de 2009 | 13h37

BLOEMFONTEIN - O técnico Dunga culpou o cansaço dos jogadores pela queda de rendimento da seleção brasileira no segundo tempo da partida contra o Egito, quando cedeu o empate e só conquistou a vitória aos 45 minutos, em cobrança de pênalti convertida pelo meia Kaká. Porém, o treinador destacou a luta dos jogadores para conseguir o triunfo por 4 a 3.

Veja também:

linkKaká reconhece necessidade do Brasil melhorar

Copa das Confederações 2009 - tabela Classificação

Copa das Confederações 2009 - lista Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Nós sofremos muito com o desgaste, com a maioria dos jogadores em final da temporada. Conversamos no intervalo, mas preferimos esperar um pouco para fazer as mudanças. Eles [seleção do Egito] fizeram dois gols em velocidade, se empolgaram. Fica o orgulho por conta da luta até o final para conseguir o gol", comentou, em entrevista à TV Globo.

Dunga revelou que o condicionamento físico dos jogadores será fundamental para a definição da equipe que vai enfrentar os Estados Unidos. Por isso, a equipe pode sofrer mudanças para o jogo em Pretória.

"Foi uma situação especial, com o time desgastado no segundo tempo. Vamos ver quem está em melhores condições para colocar em campo. Eles [jogadores do Egito] se esforçaram e dificultaram para o Brasil. Mas o importante é que a equipe soube reagir e não se entregou", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.