Dunga descarta surpresas na convocação para Copa

O técnico Dunga avisou nesta terça-feira, após a convocação da seleção brasileira para o amistoso contra a Irlanda, que a lista para a disputa da Copa do Mundo não terá surpresas. Assim, jogadores que nunca foram chamados pelo treinador, como os atacantes Neymar e Ronaldo, dificilmente irão ao Mundial da África do Sul.

AE, Agencia Estado

09 de fevereiro de 2010 | 13h35

"A experiência de outras Copas mostra que o jogador que chega no final na seleção, dificilmente dá certo. É muito difícil jogar aqui, o jogador nem sempre consegue repetir o mesmo futebol do tempo do clube", justificou Dunga, descartando convocar promessas ao Mundial, como Luiz Felipe Scolari fez em 2002, ao levar Kaká ao Mundial do Japão e da Coreia do Sul.

Dunga admitiu que os jogadores que serão chamados para a lateral esquerda estão indefinidos. Dessa vez, Michel Bastos e Gilberto foram convocados. "A gente tem buscado soluções, jogadores com características diferentes. Dificuldade temos em todas posições. Temos que buscar jogador com o perfil, temos que fechar um grupo limitado", disse.

Auxiliar técnico de Dunga, Jorginho avisou que a técnica e o bom momento de um jogador não é único fator que vai influenciar na definição dos jogadores que vão ser chamados para o Mundial da África do Sul. "Para estar na seleção, não é apenas uma questão técnica, mas de atitude e comprometimento. Essa é uma cobrança até dos jogadores", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolseleção brasileiraDunga

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.