Dunga diz que maturidade fará futebol da seleção evoluir

Técnico do Brasil afirma que é normal a oscilação da equipe no atual processo de renovação do time

Redação,

25 de setembro de 2008 | 16h10

O técnico da seleção brasileira, Dunga, disse nesta quinta-feira que é normal que haja muita cobrança por parte da torcida durante o processo de renovação do time brasileiro. Apesar de estar em segundo lugar na classificação, o Brasil faz campanha irregular nas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2010.Veja também:Dunga convoca Kaká e tira Ronaldinho da seleção brasileira Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão"Fomos acostumados a ver sempre a seleção disputando títulos, mas se olharmos todos os processos de renovação veremos que sempre houve cobrança. Talvez em outras épocas já houvesse uma base mais experiente, mas agora tivermos que mexer bem mais", afirmou o treinador.No entanto, ele deixou claro que confia no atual grupo do Brasil. "Sabia que fazer esta renovação era um grande desafio, mas também já conhecia o potencial dos jogadores. O importante é dar confiança e tranqüilidade para que para que eles possam seguir trabalhando normalmente".De acordo com Dunga, é importante ter paciência neste momento. Ele ainda deixou aberta a possibilidade de chamar outros nomes para a equipe. "A seleção está sempre aberta a todos os jogadores. Aqueles que estão surgindo devem ter paciência porque o momento oportuno vai chegar para todos".Ele citou como exemplo o jovem Alexandre Pato, do Milan-ITA, que voltou a ser convocado após ficar de fora da última lista das Eliminatórias da Copa. "Ele é um talento, mas ainda novo, e por isso é normal que oscile. Mas eu confio nele e acredito que o importante é deixá-lo crescer naturalmente".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.