Antonio Lacerda/EFE
Antonio Lacerda/EFE

Dunga diz que não vai liberar atletas de times do Brasil

Técnico diz que prioridade é a seleção, que tem Eliminatórias e Copa das Confederações pela frente

AE, Agencia Estado

21 de maio de 2009 | 16h09

O técnico Dunga avisou nesta quinta-feira que não vai liberar nenhum jogador das equipes brasileiras para partidas decisivas da Copa Libertadores e da Copa do Brasil. Assim, Internacional, Grêmio, Cruzeiro e Corinthians, que tiveram jogadores convocados, terão importantes desfalques em alguns dos jogos mais importantes da temporada.

Veja também:

blog Vote: Você aprova a lista de Dunga?

linkDunga barra Ronaldinho Gaúcho e convoca quatro novidades

Eliminatórias da Copa

tabela Classificação

lista Calendário / Resultados

"Quando são amistosos, nós tentamos ajudar os clubes. Mas sempre que são jogos oficiais, a prioridade é a seleção brasileiro. A seleção se apresenta segunda-feira [25 de maio]. E todos os jogadores estarão lá. Fazemos concessões quando podemos. Mas agora é oficial e ninguém será liberado", afirmou.

Com isso, Ramires vai perder os dois jogos entre Cruzeiro e São Paulo pelas quartas de final da Copa Libertadores. Victor não vai participar dos duelos entre Grêmio e Caracas. Os dois jogadores também vão ficar fora de um eventual primeiro jogo das semifinais. Na Copa do Brasil, o Corinthians não terá André Santos contra o Vasco e o Inter vai enfrentar o Coritiba sem Kléber e Nilmar. Os dois times não terão seus destaques na primeira decisão do torneio, caso avancem para a final.

Dunga explicou que a convocação de jogadores como André Santos, Ramires, Victor se deve a regularidade apresentada nos últimos meses. "A seleção sempre tem jogadores de qualidade e depende do treinador. A gente observa vários fatores e toma uma decisão. Eles vinham bem, tiveram paciência e agora ganham uma oportunidade", comentou.

Os convocados nesta quinta-feira irão defender o Brasil nas próximas duas rodadas das Eliminatórias do Mundial de 2010, contra o Uruguai, no dia 6 de junho, em Montevidéu, e o Paraguai, no dia 10 de junho, em Recife. Depois, disputarão a Copa das Confederações, entre 14 e 28 de junho, na África do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.