Dunga diz que Ronaldinho Gaúcho não está descartado

O técnico Dunga deixou o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho fora da convocação do Brasil para o amistoso contra a Irlanda, no dia 2 de março, em Londres, mas afirmou que as portas da seleção não estão fechadas para o jogador do Milan. "Todos jogadores têm chances. Nós analisamos e montamos o grupo da seleção. Nesse momento, ele não faz parte", disse.

AE, Agencia Estado

09 de fevereiro de 2010 | 12h45

Dunga voltou a reclamar de uma suposta incoerência da imprensa, que teria reclamado da falta de comprometimento de jogadores da seleção brasileira, como Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo, na Copa do Mundo de 2006 e agora pede o retorno desses atletas.

"O que eu quero passar ao torcedor é o que vocês falavam um coisa em 2006 e agora falam outra coisa hoje. Vocês cobravam comprometimento, postura, e diziam que jogador não gostava de estar na seleção. Hoje a gente vê jogadores brigando pela seleção, não seria justo deixá-los de fora. Vamos passar pro torcedor: se vocês querem o errado de 2006 ou como está hoje. Temos que ser francos com o torcedor", criticou.

Dunga, porém, garantiu que Ronaldinho Gaúcho sempre demonstrou vontade de defender a seleção brasileira quando foi convocado. "Ele atravessou um momento de dificuldade, mas sempre se comprometeu, tanto que jogou a Olimpíada, participou dos jogos em que foi chamado. Ele sempre quis estar aqui", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.