Eduardo Nicolau/AE
Eduardo Nicolau/AE

Dunga diz que vai fazer poucos testes contra Venezuela

'Vou manter uma espinha dorsal e, aos poucos, colocar outros jogadores', avisa, para a partida de quarta

AE, Agência Estado

12 de outubro de 2009 | 14h56

O técnico Dunga avisou nesta segunda-feira que não deverá fazer muitos testes na seleção brasileira no jogo contra a Venezuela, quarta-feira, em Campo Grande (às 19 horas de Brasília, com transmissão do estadao.com.br e da rádio Eldorado/ESPN), ao contrário do que aconteceu na Bolívia, quando Kaká, Luís Fabiano e Gilberto Silva foram poupados.

Veja também:

linkCerca de 3 mil pessoas veem treino do Brasil

linkGilberto Silva acha que derrota tira pressão

linkTécnico tem dúvidas para montar grupo da Copa

linkCampo Grande faz festa para receber a seleção

linkJOGO - Leia como foi Bolívia 2x1 Brasil

linkCopa 2010: mais oito países estão classificados

especialMAPA - Os países que já garantiram vaga na Copa

Eliminatórias da Copa - tabela Classificação | lista Tabela 

especial ELIMINATÓRIAS - Mais no canal especial

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Cada jogador tem que aproveitar sua chance, independente do local. Para este jogo, vou manter uma espinha dorsal e, aos poucos, colocar outros jogadores. Mexemos mais do que estamos acostumados contra a Bolívia. Contra a Venezuela vamos manter mais a estrutura", afirmou.

Dunga repetiu que a meta do Brasil em seu último jogo nas Eliminatórias é voltar a vencer, mesmo com a classificação antecipada para a Copa. "Vamos buscar a vitória, a cobrança é grande, temos a satisfação de jogar bem, dando continuidade ao nosso trabalho. Quem está na seleção tem que ter esse espírito", ressaltou.

O treinador ressaltou que a seleção brasileira não tem titulares e que são os jogadores que vão conquistar espaço com boas atuações. "Eu falo que não temos titulares. O Nilmar entrou e teve ótimo aproveitamento. Como o Robinho, que tem nos ajudado muito. Quanto mais jogadores tiver em boas condições, ajuda mais o treinador a montar o time".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.