Dunga elogia seleção sul-africana e técnico Joel Santana

O técnico Dunga disse esperar um jogo complicado contra a África do Sul, na quinta-feira, em Johannesburgo, pela semifinal da Copa das Confederações. Ele não quis admitir publicamente a superioridade técnica do Brasil e preferiu destacar os pontos positivos do adversário.

SÍLVIO BARSETTI E LUIZ ANTÔNIO PROSPERI, Agencia Estado

21 de junho de 2009 | 20h22

"É uma equipe muito rápida, forte tecnicamente e que tem a vantagem de jogar em casa", afirmou o treinador brasileiro. Dunga também elogiou o técnico Joel Santana, no comando do time sul-africano, e o qualificou como "um dos técnicos mais competentes que o Brasil tem".

Até brincou com os jornalistas ao dizer que a próxima partida não se trata de um duelo entre os dois treinadores. "Se fosse isso, eu sairia na frente", disse, numa provável comparação à forma física de cada um.

Depois dos elogios ao próximo adversário, Dunga reconheceu a boa apresentação da seleção brasileira neste domingo diante da rival Itália. "Nossa equipe demonstrou física e tecnicamente que foi superior a um adversário de grande nível, uma seleção que é a atual campeã do mundo", ressaltou.

OBJETIVO- Dunga afirmou que uma das características da seleção é a concentração total no objetivo de entrar em competições para ganhar títulos. Por isso, afirmou não estar preocupado com eventuais rótulos que possam surgir com a série de vitórias conquistadas pela seleção.

"Dez dias atrás eu ouvia coisas diferentes. Temos que estar muito conscientes, ter a convicção do nosso objetivo. Até porque daqui a dez dias tudo pode mudar", completou. Na segunda-feira, a seleção segue de Pretória para Johannesburgo. Os jogadores devem ganhar um dia de folga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.