Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Dunga fala em superação do Brasil contra a Venezuela

Treinador disse só lamentar pelos gols perdidos no Castelão

ALMIR LEITE, ENVIADO ESPECIAL A FORTALEZA, O Estado de S. Paulo

14 de outubro de 2015 | 00h44

O técnico Dunga considera que a seleção brasileira jogou um bom futebol contra a Venezuela e por isso venceu bem o jogo da noite desta terça-feira no Castelão. O placar de 3 a 1 foi, para ele, consequência do poder de superação e da confiança dos jogadores, após a derrota por 2 a 0 para o Chile na estreia nas Eliminatórias. Ele deu nota 8,5 para a equipe, tirando meio ponto pelos gols perdidos.

"Queríamos ganhar, mas não ganhar de qualquer jeito e sim apresentando bom futebol para nós mesmos, pela nossa qualidade técnica", disse o treinador, que também destacou a importância da torcida cearense na boa performance da seleção. "O jogo foi desencadeando bem e tenho de dar os parabéns o torcedor, que entendeu o espírito do jogo e aplaudiu a equipe quando ficou mais tempo. Com esse apoio, a equipe voltou ao jogo com qualidade."

O treinador explicou as entradas do goleiro Jefferson e do atacante Ricardo Oliveira, dizendo que ao escalar ambos levou em consideração as características da Venezuela. "O Alisson tem boa estatura e a equipe da Venezuela joga muitas bolas na área", justificou. Jefferson vinha falhando muito nas saídas de gols.

Sobre o artilheiro santista, o treinador explicou que sua entrada teve  o objetivo de espaçar mais as linhas defensivas da Venezuela. "A equipe da Venezuela tem duas linhas de quatro e a característica dele era importante para criar espaço entre essas linhas", disse Dunga, que a partir de agora vai pensar na partida de novembro contra a Argentina. Ele não sabe se repetirá a escalação de um homem de área em Buenos Aires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.