Divulgação
Divulgação

Dunga minimiza ausência de Neymar nas Eliminatórias da Copa

'Outros jogadores estão correspondendo', afirma técnico do Brasil

O Estado de S.Paulo

09 de setembro de 2015 | 06h45

Dunga não se importou com o fato de que a seleção brasileira só jogou bem o amistoso contra os Estados Unidos depois da entrada do atacante Neymar. O técnico do Brasil preferiu enaltecer o desempenho de outros jogadores e voltou a dizer que o time já atuou sem sua principal estrela. 

"O bom é sempre contar com o Neymar, mas quando ele não está (em campo), os outros jogadores estão correspondendo", disse o treinador após a vitória por 4 a 1 contra o Estados Unidos na noite desta terça-feira nos Estados Unidos. "É que tudo que se fala do Neymar toma uma proporção muito grande."

O Brasil encerrou neste amistoso sua preparação para a disputar a Eliminatórias da Copa. O próximo jogo da seleção será dia 8 de outubro contra o Chile.  No dia 13, o adversário será a Venezuela. Nesses dois jogos, o atacante brasileiro estará suspenso, ainda pela expulsão na partida contra a Colômbia na Copa América.

Esse foi o principal motivo de Neymar ter ficado no banco de reservas diante dos Estados Unidos. O craque já tinha ficado na reserva na maior parte do jogo contra a Costa Rica, sábado, e o Brasil só venceu por 1 a 0. Nesta quarta-feira, a seleção vencia só por 1 a 0 até o intervalo. Neymar entrou no segundo tempo, fez dois gols e abriu o caminho para a goleada por 4 a 1.


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.