Jarbas Oliveira/EFE
Jarbas Oliveira/EFE

Dunga prioriza marcação sob pressão em 1º treino no Ceará

Técnico testa Filipe Luís e Lucas Lima para jogo com Venezuela

ALMIR LEITE, ENVIADO ESPECIAL A FORTALEZA, O Estado de S. Paulo

10 de outubro de 2015 | 19h12

O técnico Dunga deu atenção especial à marcação sobre pressão contra a defesa adversária neste sábado, no primeiro treino do Brasil para a partida contra a Venezuela.  Ele também enfatizou as jogadas em velocidade, com toques rápidos e inversão de jogadas, como uma maneira de penetrar na retaguarda rival, que se prevê virá fechado.

Dunga fez várias experiências tanto no setor defensivo como no meio de campo e ataque. Também trabalhou as conclusões e os cruzamentos contra a área adversária.

Uma das mudanças feitas pelo treinador foi treinar na maior parte do tempo a defesa com Filipe Luís na lateral esquerda. Pode ser um indício de que ele mudará o jogador dessa posição. Mas Marcelo foi um dos atletas que deram entrevista neste sábado - normalmente, os atletas que concedem as coletivas jogam. 

Outra alteração observada no treino técnico-tático, essa mais provável de ocorrer no jogo, foi o aproveitamento de Lucas Lima no lugar de Oscar. Apesar de serem jogadores de caracteristicas diferentes, se optar pelo santista, Dunga não precisará alterar o sistema de jogo.

O treino, no estádio Presidente Vargas, foi aberto ao público.  No entanto,  apenas um pequeno grupo, de cerca de 50 pessoas, assistiram. E os torcedores se comportaram com bastante controle - foram orientados a isso. Apenas em um ou outro momento ouviu-se gritos, tímidos, por Kaká.

A seleção volta a treinar na tarde deste domingo.  A atividade está marcada para o Presidente Vargas, mas pode ser transferida para o Castelão,  local da partida desta terça-feira contra a Venezuela. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.