Teddy Garcia/Reuters
Teddy Garcia/Reuters

Dunga quer priorizar a recuperação física dos jogadores

Técnico da seleção brasileira aposta na movimentação e nos dribles para vencer o Peru, nesta quarta-feira

Redação,

30 de março de 2009 | 12h47

O fraco futebol apresentado no empate em 1 a 1 com o Equador e a combinação dos resultados da 11.ª rodada das Eliminatórias da Copa fizeram a seleção brasileira cair da segunda, para a quarta colocação na tabela de classificação. Para Dunga, tudo normal. "Nos últimos anos, a competição nos mostrou que é assim mesmo. Tem sempre cinco ou seis times lutando pelas quatro vagas", afirmou o técnico.

Veja também:

linkTécnico Dunga faz mistério e não diz se vai mexer na seleção 

linkMau tempo atrasa chegada da seleção a Porto Alegre 

especialVisite o canal especial das Eliminatórias da Copa

tabela Eliminatórias da Copa - Classificação

lista Eliminatórias da Copa - Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

A seleção brasileira chegou na manhã desta segunda-feira a Porto Alegre (RS), depois de imprevistos no desembarque - devido o mau tempo na capital gaúcha - que obrigou a tripulação a deslocar o avião para Florianópolis (SC). No período da tarde, Dunga começa a definir o time que enfrentará o Peru, nesta quarta-feira, no Estádio do Beira Rio, pensando na recuperação dos atletas, que enfrentaram a altitude de Quito.

 

"Para a escalação, temos que ver a parte física dos jogadores. Temos que sempre priorizar a recuperação dos atletas", garantiu o treinador. "Toda equipe que vai jogar na altitude tenta, de alguma forma, diminuir o ritmo da partida".

 

O Peru é o lanterna das Eliminatórias, tendo somado apenas sete pontos. Já o Brasil, é o quarto colocado, com 18 pontos, cinco a menos que o líder Paraguai. Pela posição do adversário na tabela, a comissão técnica espera uma verdadeira retranca peruana e para furar esse bloqueio, aguardam pela movimentação dos jogadores.

 

"Vamos furar o bloqueio do adversário com muita movimentação, com o drible, com as características dos nossos jogadores. Vamos usar a criatividade para desequilibrar o jogo", concluiu Dunga.

 

Brasil e Peru se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h50, com acompanhamento do estadao.com.br e transmissão ao vivo da rádio Eldorado/ESPN, também pelo FM 107,3.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.