Dupla de ataque é a arma do Vasco

As duas recentes vitórias sobre os rivais Botafogo e Flamengo serviram para dar confiança ao Vasco, pronto para chegar, nesta quarta-feira, a 11 jogos sem perder em casa, em confronto contra o Santos, que começará às 21h45, em São Januário. Um bom resultado deixará o time carioca mais distante da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, embora ainda seja cedo para se afirmar que mais três pontos livre o clube do risco do descenso. ?A equipe vem crescendo e demonstrando superação num momento difícil?, disse o técnico Renato Gaúcho. O treinador não admite nenhuma vantagem em enfrentar um Santos desfalcado por conta de punições aplicadas pela Justiça esportiva. ?Também tenho problemas para escalar meu time?. Renato não poderá contar com o lateral Diego e o meia Róbson Luiz, suspensos com três cartões amarelos. Para o técnico, o Vasco precisa manter a média de aproveitamento em São Januário e conquistar pelo menos quatro pontos nas partidas que vai disputar fora de casa para garantir a permanência na elite do Brasileiro. No returno da competição, o Vasco jogou cinco vezes no campo do adversário e perdeu todas. ?Essa irregularidade é que prejudicou a equipe. Mas ainda há tempo para reverter isso?. O otimismo de Renato Gaúcho tem respaldo na boa fase dos atacantes Alex Dias e Romário ? os dois juntos já marcaram 34 gols na competição. Romário, aos 39 anos, animado com a atuação contra Botafogo e Flamengo, já admitiu a vontade de adiar o fim de sua carreira: pretende disputar o Campeonato Estadual de 2006, quando já estará com 40 anos. Ele foi poupado do treino desta terça.

Agencia Estado,

25 de outubro de 2005 | 19h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.