AssCom Dourado
AssCom Dourado

Dupla do Cuiabá é investigada por lesão corporal a uma jovem; ex-Ponte é dispensado

Clayson, que foi devolvido imediatamente ao Bahia, teria confessado aos dirigentes do time do Mato Grosso sobre o ocorrido

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2021 | 18h03

O Cuiabá emitiu uma nota oficial nesta quinta-feira revelando que o meia Rafael Gava e o atacante Clayson estão sendo investigados por lesão corporal a uma jovem. Ambos têm um Boletim de Ocorrência registrado na polícia.

A diretoria do time do Mato Grosso imediatamente afastou o atacante e o devolveu para o Bahia, dono dos direitos econômicos do atleta. Clayson, que se pronunciará através de sua assessoria de imprensa, teria confessado aos dirigentes do Cuiabá sobre o ocorrido. Já Rafael Gava diz ser inocente.

Segundo relatos e conforme dito no Boletim de Ocorrência, uma mulher, de 22 anos, diz ter sofrido agressão de Clayson em um motel, com outros dois homens e mais uma mulher.

No relato, ela afirma ainda que o jogador chegou a quebrar uma garrafa e a teria agredido. Com depressão, ela saiu do motel e pegou um transporte por aplicativo até um outro hotel, onde tentou se matar, cortando seu pescoço e ingerindo comprimidos.

Ela foi internada, na terça-feira, no Hospital Municipal de Cuiabá.

CONFIRA A NOTA OFICIAL:

O Cuiabá Esporte Clube informa que tomou ciência ontem da existência de um Boletim de Ocorrência em que os atletas Clayson e Rafael Gava são acusados de lesão corporal a uma jovem.

Ao confrontar os jogadores, a direção ouviu a confissão da participação de Clayson no lamentável episódio. Já Rafael Gava teve sua versão de que estava em casa com familiares confirmada pelo próprio colega.

O Cuiabá lamenta profundamente o ocorrido e já informou Clayson que sua conduta extracampo é inaceitável e que encerrará seu vínculo imediatamente. O atleta, que pertence ao E.C. Bahia, foi excluído ontem mesmo do grupo que enfrenta hoje o Santos, na Vila Belmiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Em relação ao atleta Rafael Gava, o Cuiabá aguardará a conclusão das investigações para decidir qual atitude será tomada.

O clube de Mato Grosso reafirma publicamente seu repúdio a toda e qualquer forma de violência e de assédio, especialmente contra as mulheres, e contribuirá na apuração dos fatos e responsabilidades.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.