Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Divulgação/ Botafogo FR
Divulgação/ Botafogo FR

Durcesio Mello é eleito presidente do Botafogo e terá mandato até 2024

Candidato foi eleito com 477 votos, em eleição ocorrida na sede de General Severiano nesta terça-feira

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2020 | 00h17

O Botafogo já conhece seu novo presidente. Durcesio Mello assume o clube no primeiro dia útil de 2021 e comandará o alvinegro até 2024. Com apuração tumultuada, foram contabilizados 825 votos. O presidente eleito recebeu 477 votos

Empresário, Durcesio tem 65 anos e tem como principal cabo eleitoral o ex-presidente do clube Carlos Augusto Montenegro, seu amigo de infância. A principal promessa de sua campanha é a profissionalização do Botafogo.

O pleito transcorreu tranquilamente, mesmo com a notícia-crime por possível fraude feita pelo clube contra a chapa "O Mais Tradicional", de Walmer Machado. A chapa teria indicado, na primeira lista de inscritos, seis sócios já falecidos. Com o pouco tempo entre a abertura do inquérito e o início da eleição, não se conseguiu concluir as investigações.

Antes da eleição realizada nesta terça-feira, houve tentativas das chapas de Mello e Leite de impugnar a candidatura de Walmer Machado, que, por sua vez, também tentou impedir a candidatura de seus concorrentes.

Nas redes sociais, grupos de torcedores tentaram organizar manifestações em frente à sede de General Severiano, porém não houve adesão significativa. Mais tarde, no entanto, durante a apuração, dez torcedores invadiram o local e houve um princípio de confusão. 

Durcesio Mello recebeu 477 votos. O segundo lugar ficou com Walmer Machado, candidato apoiado pelo ex-presidente Carlos Eduardo Pereira, que obteve 219 votos. Alessandro Leite terminou em terceiro lugar, com 124 votos. Brancos e nulos somaram cinco votos.

Com dívida estimada em R$ 1 bilhão, o Botafogo terá ainda mais dificuldades se não conseguir se tornar uma S/A. O presidente eleito comentou o assunto.

"Acredito que a S/A está encaminhada e que o torcedor do Botafogo vai poder ser sócio também. Estamos conversando com negociadores estrangeiros que ficariam com 51%. Os outros 49% ficariam com torcedores como eu e qualquer alvinegro. O modelo amador está matando o futebol brasileiro. O Botafogo tem a chance de ser uma S/A, precisamos aproveitar para ser campeão", avaliou Mello.

Durcesio Mello também falou sobre os primeiros passos que pretende dar como presidente e prometeu transformação, tendo como base o profissionalismo.

"O Botafogo moderno é o Botafogo profissional. Com CEO, diretores, metas. Vamos começar amanhã com um head hunter a busca do CEO. Também temos muitas pessoas boas aqui no Botafogo e vamos valorizar. A transformação, que eu falo, é com profissionalismo. Não prometemos cargos, porque acreditamos em uma gestão profissional", contou o presidente eleito.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoDurcesio Mello

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.