Alessandro Di Marco/ EFE
Alessandro Di Marco/ EFE

Dybala garante que renovará com a Juventus e já mira final da Liga dos Campeões

Clube pretende ampliar o contrato do atacante até junho de 2021

Estadao Conteudo

15 de março de 2017 | 13h22

Paulo Dybala não para de marcar gols pela Juventus. O atacante foi pela última vez às redes ao converter pênalti na vitória por 1 a 0 sobre o Porto, na última terça-feira, pela Liga dos Campeões da Europa, classificando o time às quartas de final. E ele avisou que não pensa em deixar a equipe tão cedo.

Dybala garantiu, inclusive, que renovar o seu contrato com a Juventus é uma mera formalidade. "Vou conversar agora com meu agente, que está me esperando na Argentina", disse o atacante, considerado um dos jovens mais talentosos do futebol mundial. "Já conversamos com o clube. Estamos de acordo, por isso existirá o sim de ambas as partes. Ele chegará em breve", acrescentou.

O argentino, de 23 anos, foi contratado pela Juventus junto ao Palermo em junho de 2014 por 32 milhões de euros. O clube pretende ampliar o seu contrato até junho de 2021, o deixando no mesmo nível do astro Gonzalo Higuaín.

A Juventus venceu a liga e a copa nacionais nas duas últimas temporadas. Além disso, caminha atualmente rumo ao sexto título consecutivo italiano - um recorde - e está em vantagem nas semifinais da Copa da Itália após bater o Napoli por 3 a 1 no jogo de ida.

Dybala acredita que a Juventus pode dar o passo seguinte nesta temporada e igualar o feito da Inter de Milão, que em 2010 também venceu a Liga dos Campeões. "Desde que começamos a jogar na Liga dos Campeões, sabíamos que com a equipe que temos, precisamos dar o nosso máximo para chegar à final", disse o argentino. "Não é fácil porque você está enfrentando equipes que querem a mesma coisa que queremos, que são grandes equipes, que têm grandes jogadores como nós. Mas temos que ser conscientes que temos a possibilidade, temos a equipe para chegar à final".

Ele só espera evitar pelo máximo de tempo possível um confronto com o Barcelona, ainda mais depois de o time avançar na Liga dos Campeões com uma impressionante goleada por 6 a 1 sobre o Paris Saint-Germain após triunfar no duelo de ida por 4 a 0.

"Acho que jogar uma partida única contra o Barcelona pode ser mais fácil do que duas porque vimos o que eles fizeram contra o PSG", disse Dybala. "Temos que estar preparados para enfrentar qualquer equipe que tenhamos diante de nós".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.