Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Pedro Souza / Atlético-MG
Pedro Souza / Atlético-MG

Dylan Borrero sai do banco e dá a vitória ao Atlético no clássico mineiro

Comandados de Cuca alcançam terceira posição no Brasileirão e têm três pontos a menos que o líder Palmeiras

Redação, Estadão Conteúdo

10 de julho de 2021 | 21h32

O colombiano Dylan Borrero saiu do banco para decidir o clássico mineiro deste sábado à noite diante do América. Foi dele o gol da vitória do Atlético, por 1 a 0, no clássico disputado na Arena Independência, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogador entrou aos 22 minutos do segundo tempo em campo no lugar de Hyoran no mesmo momento que Hulk entrou na vaga de Igor Rabello. Hulk foi quem começou a jogada do gol de Dylan Borrero, completando a dobradinha que saiu do banco para conquistar o gol da vitória.

Com o resultado, o Atlético chegou na terceira colocação, com 22 pontos, três a menos do que o líder Palmeiras. É quarta vitória seguida do Atlético no Brasileirão. O América tem nove e está na 15ª posição e completa agora cinco anos sem vencer o Atlético. No período, foram 17 jogos disputados, com 12 derrotas e cinco empates.

Na próxima rodada, no sábado (17), o Atlético-MG encara o Corinthians, em São Paulo, às 19h. Antes, na terça-feira, o Atlético entra em campo pela primeira partida da fase de oitavas de final da Copa Libertadores diante do Boca Juniors, no estádio La Bambonera. O América entra em campo somente na segunda-feira (19) contra o Sport, novamente no Independência.

Aproveitando o lado direito do Atlético-MG, o América foi melhor no primeiro tempo e pressionou o adversário criando as principais chances. Chegou a abrir o marcador aos 18 minutos com Carlos Alberto, mas arbitragem assinalou impedimento.

O Atlético chegou no ataque apenas duas vezes no primeiro tempo e parou no goleiro Matheus Cavichioli e na trave. Na primeira quase o zagueiro Zé Vítor fez contra e o goleiro salvou. Na segunda, Eduardo Sasha chutou, o goleiro defendeu e no rebote Alonso mandou no travessão.

O Atlético voltou mais organizado taticamente no segundo tempo e equilibrou as ações na partida. Com 17 minutos do segundo tempo, Cuca mandou a campo Hulk e o colombiano Dylan Borrero nos lugares de Igor Rabello e Hyoran, mudando o sistema de jogo do Atlético e colocando o time pressionando mais o América.

E foi justamente os dois jogadores mudaram o panorama da partida e abriram o marcador para o Atlético aos 22 minutos. Hulk lançou Savarino que tocou para Dylan Borrero, sozinho, empurrar para o gol. Depois disso, Cuca não hesitou ao pedir pra seu time fechar a casinha e segurar a vitória.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 0 X 1 ATLÉTICO-MG

AMÉRICA-MG - Matheus Cavichioli; Zé Vitor (Anderson Jesus), Eduardo Bauermann e Ricardo Silva; Eduardo, Juninho Valoura, Juninho, Bruno Nazário (Felipe Azevedo) e Alan Ruschel (João Paulo); Ribamar (Rodolfo)(Fabrício Daniel) e Carlos Alberto. Técnico: Vagner Mancini.

ATLÉTICO-MG - Everson; Guga, Junior Alonso, Igor Rabello (Hulk) e Nathan Silva; Tchê Tchê, Jair, Zaracho (Neto) e Hyoran (Borrero); Eduardo Sasha (Calebe) e Savarino (Filipe Felício). Técnico: Cuca.

GOL - Dylan Borrero aos 22 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Anderson Daronco (RS).

CARTÕES AMARELOS - Bruno Nazário (AMÉRICA-MG). Igor Rabello(ATLÉTICO-MG).

LOCAL - Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.