É hora de deixar o Corinthians, diz Gil

O atacante Gil dificilmente vai continuar no Corinthians. Insatisfeito com a reserva, o jogador se considera desprestigiado e por isso, pensa seriamente em deixar o clube. Em entrevista no final da manhã desta terça-feira, Gil deixou claro que depois de 5 anos como titular, sente estar sendo desvalorizado, e que pretende sair para um clube do exterior - ou do Brasil - antes mesmo do final do contrato, em dezembro deste ano.Na entrevista, o atacante agradeceu o apoio do volante Magrão, do Palmeiras, que deu declarações condenando a decisão do técnico Daniel Passarella, de deixar Gil na reserva. ?Foi uma palhaçada o que fizeram com o Gil. Ele tem uma história no Corinthians e Tevez chegou agora. Durante um tempão, ele carregou o Corinthians nas costas?, disse o palmeirense.Gil garantiu também, que jamais passaria pela sua cabeça boicotar Tevez, como chegou a ser cogitado pela imprensa. Veja os principais pontos da entrevista: MAGRÃO - ?Eu quero agradecer ao Magrão pelas declarações, mas acho que não dá para fazer comparações entre a minha carreira e a dele (Tevez). Eu sei o que eu fiz no Corinthians. Estive como titular por 5 anos e ele chegou há alguns meses, mas não é possível comparar. Ele (Tevez) também pode fazer muito pelo Corinthians. Eu sei que o Magrão saiu em minha defesa e isso foi muito legal, mas trata-se de uma posição do treinador, que preferiu colocar o Bobô no time. Aliás, eu também tenho de respeitar o Bobô, que entrou bem no time?. SAÍDA - Acho que as possibilidades de continuar no Corinthians foram muito diminuídas. Quando o Corinthians estava numa fase ruim, a cobrança era muito maior em cima de mim e agora, com essas mudanças (entrada da MSI) as coisas ficaram complicadas para mim. Eu esperava que este ano poderia ter muito sucesso, mas não está sendo assim e talvez seja a hora de buscar outros ares?. DESPRESTIGIADO - Eu não posso dizer que hoje sou um cara feliz no Corinthians. Eu estou perdendo espaço, estou sendo desvalorizado. Eu não sinto que exista um grande interesse do Corinthians em me aproveitar. Eu estou na reserva, ainda não fui procurado para renovar meu contrato?.BOICOTE - ?Essa história de que eu não passo bola pro Tevez não existe. No jogo contra o Paulista (em Jundiaí), mesmo, eu deixei ele na cara do gol. Em toda a minha carreira, eu sempre dei assistências e continuo fazendo isso. Não sei quem falou isso. Eu nunca ví ninguém falando, mas de repente virou um disse-me-disse. Isso não existe?. RÚSSIA - ?Não é impossível (transferência para o CSKA ou para outro time do Leste Europeu), mas acho que é inviável. Eu acho mais viável acertar com uma equipe daqui mesmo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.