Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

'É injusto um time invicto ser eliminado', diz Tite no Corinthians

Técnico gostaria que regulamento premiasse melhor campanha

VÍTOR MARQUES, Estadão Conteúdo

19 de abril de 2015 | 20h21

Tite iniciou sua entrevista coletiva deste domingo, no Itaquerão, reconhecendo os méritos da classificação do Palmeiras, que bateu o Corinthians nos pênaltis, após empate por 2 a 2 no tempo normal. Logo, porém, apontou um dos problemas já bastante conhecidos do Campeonato Paulista: o regulamento da competição. "Dá dois jogos, no mínimo dois. Se não tem data, faz um jogo só mas o empate é de quem fez a melhor campanha. Reconheço o trabalho do Palmeiras e do Oswaldo, mas é injusto ter a melhor campanha e ser desclassificado invicto."

Na primeira fase da competição o Corinthians somou 37 pontos em 15 jogos (11 vitórias e quatro empates). Mas, de acordo com o regulamento do torneio, aprovado pelos clubes, o time de melhor campanha não tinha a vantagem do empate. O benefício era jogar como mandante.

Tite chegou a reclamar até do horário em que o jogo foi disputado, e criticou o calendário brasileiro. "Temos de rever (o calendário) para o bem do nosso futebol. Dá para jogar mais tarde. Vou tomar pau por causa da transmissão de televisão, mas estou falando o que eu acho", ressaltou.

O treinador, ao protestar contra o horário do jogo, se referia ao pouco tempo de recuperação entre a partida de quinta-feira contra o San Lorenzo pela Libertadores, às 22 horas, e a deste domingo contra o Palmeiras.

No clássico, jogadores titulares como Elias e Renato Augusto não tinham condição física para começar jogando. Por isso entraram apenas no segundo tempo. Ainda no campo, jogadores como Petros e Fagner enalteceram as defesas de Fernando Prass e lamentaram a eliminação. Após o revés, os jogadores preferiram não dar entrevista na zona mista.

O Corinthians volta a campo na quarta-feira contra o São Paulo, no Morumbi, pela Libertadores. O alvinegro já está classificado às oitavas de final.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaulistãoCorinthiansPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.