'É o melhor time que já enfrentei', admite Ferguson

Um dos técnicos mais vitoriosos da história do futebol, o inglês Alex Ferguson saiu de campo conformado com a derrota do Manchester United para o Barcelona por 3 a 1, neste sábado, na grande decisão da Liga dos Campeões, no Estádio de Wembley. Há 25 anos no comando do time inglês, o treinador afirmou que o atual time do Barcelona é o melhor que já enfrentou em sua carreira no Manchester.

AE, Agência Estado

28 de maio de 2011 | 19h20

"Fomos superados por um time fantástico, o melhor que já enfrentamos desde que estou à frente do Manchester. Eles mesmerizam você com suas trocas de passe e nós nunca conseguimos controlar Messi. Quando você enfrenta times que alcançam níveis como esses, fica difícil. Grandes times funcionam em ciclos e o ciclo do Barcelona neste momento é o melhor da Europa, não há dúvidas sobre isso", afirmou Ferguson, contundente. "Fomos batidos pelo melhor time da Europa e não há nenhuma vergonha nisto".

Apesar de reconhecer a superioridade do rival, o técnico disse que o Manchester ficou aquém do esperado na final. "Acho que conseguimos nos manter no jogo quando Rooney empatou e eu esperava que poderíamos jogar melhor no segundo tempo, mas não foi o que aconteceu", avaliou.

Mesmo com o revés na grande final, Ferguson fez questão de valorizar o desempenho do Manchester nos últimos meses, principalmente o recorde de títulos do Campeonato Inglês, alcançado há duas semanas. "Acho que há clara evidência de que somos um dos grandes times da Europa agora. Nosso recorde mostrou nossa excelência. Foi uma grande temporada, em muitos sentidos. Mas é muito decepcionante ser derrotado por duas vezes em um fantástico estádio como Wembley", disse o atual campeão inglês, se referindo ao revés diante do Manchester City, na semifinal da Copa da Inglaterra.

O técnico ainda destacou a carreira do goleiro holandês Edwin Van der Sar, que se aposentou neste sábado, aos 40 anos. "Van der Sar foi um grande servidor do United e desejamos o melhor para ele. Ele teve uma grande carreira e jogou com imensa honra e grande profissionalismo", exaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.