Tatyana Zenkovich|EFE
Tatyana Zenkovich|EFE

'É um dia muito triste para o futebol', diz presidente da Fifa

Infantino fez questão de enviar mensagens de condolências em português

Jamil Chade, correspondente em Genebra, O Estado de S. Paulo

29 de novembro de 2016 | 09h57

"É um dia muito triste para o futebol", declarou o presidente da Fifa, Gianni Infantino, em relação ao acidente que fez mais de 70 mortos na Colômbia com o avião que transportava o Chapecoense. Afirmando estar "profundamente triste e em choque", o cartola fez questão de enviar mensagens de condolências em português.

Pelo mundo, clubes como o Barcelona e Manchester United têm declarado sua solidariedade diante do acidente. O Benfica chegou a sugerir que poderia ajudar financeiramente o clube brasileiro. 

Na Fifa, o tom é de consternação desde as primeiras horas da manhã.  "Lamentamos profundamente a queda do avião na Colômbia, uma tragédia chocante", disse Infantino. 

Ele ainda mandou uma mensagem às famílias. "Neste momento difícil, nossos pensamentos estão com as vítimas, suas famílias e amigos", declarou.  "Nossos sinceros pêsames aos torcedores, à comunidade do futebol e aos meios de comunicação brasileiros envolvidos na tragédia", completou o presidente da Fifa que, nos últimos meses, tem contato com o apoio direto da Conmebol para apresentar suas propostas de reformas na entidade. 

Em seu site, a Fifa publicou uma foto do escudo do Chapecoense em negro, em uma homenagem. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.