Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

'É uma vergonha', diz Luxemburgo após erros de árbitro no Morumbi

Treinador do Flamengo deixa jogo com São Paulo bastante irritado com pênalti em toque fora da área e com impedimento de Canteros 

Estadão Conteúdo

25 Setembro 2014 | 10h13

O Flamengo saiu do Morumbi, na última quarta-feira, com o empate por 2 a 2 diante do São Paulo, mas o ponto conquistado fora de casa diante do então vice-líder do Brasileirão não foi comemorado pelos cariocas. Jogadores e comissão técnica saíram revoltados com os muitos erros do árbitro Andre Luiz de Freitas Castro e a frustração ficou clara nas palavras do técnico Vanderlei Luxemburgo.

"Há muitos anos que não vejo uma arbitragem tão comprometedora em um jogo de futebol como no jogo de hoje (quarta). A questão não é o árbitro, é a equipe de arbitragem como um todo. É uma vergonha. Você vai para casa hoje e vai pensar ''meu Deus do céu, que futebol foi esse?''. Fizemos o que tínhamos que fazer, mas a interpretação do árbitro no pênalti que foi dois metros fora da área; no primeiro, que segundo a maioria não foi; no impedimento do Canteros, que foi um absurdo, nos prejudicou", lamentou.

A arbitragem marcou dois pênaltis para o São Paulo. No primeiro, viu falta em lance polêmico de Márcio Araújo com Alexandre Pato. No segundo, errou de forma bizarra. Samir resvalou a bola com a mão, mas estava bem longe da área. Mesmo assim, o árbitro apontou a marca da cal. Para sorte dele, Rogério Ceni, que havia convertido na primeira chance, errou desta vez.

"Esse cara não pode mais apitar até o fim do ano. Tem que ter uma situação bem séria para ele não cometer tantos erros. Que fique bem claro, não estou falando de roubo, estou falando de erro em um jogo no qual teve interferência muito grande no resultado. Ele e a Comissão de Arbitragem precisam ter responsabilidade. Não dá para jogar como jogamos e a arbitragem trazer esse prejuízo", disse Luxemburgo.

O treinador, no entanto, fez questão de ressaltar que não viu má fé na atuação de Andre Luiz de Freitas Castro. "Nos erros não existe favorecimento a ninguém. Eles acontecem pela qualidade da arbitragem, não porque os caras estão premeditados. O Flamengo já teve pênalti a favor e contra, como outros times. Precisa ter muita calma, estou chateado e muito, mas quero isentar o São Paulo de qualquer situação em relação à arbitragem."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.