Edcarlos e Thiago sonham com Mundial

A goleada do São Paulo sobre o Flamengo, 6 a 1, domingo, no Rio de Janeiro, foi especial para dois jogadores: o zagueiro Edcarlos e o atacante Thiago Ribeiro. O zagueiro, aos 20 anos, tenta ganhar espaço entre os titulares. Os dois gols marcados sobre a equipe carioca ajudaram ainda mais o jogador a chegar perto de seu principal objetivo: ser titular no Mundial de Clubes no Japão.?Mas o professor Autuori sempre jogou limpo. Quem fosse titular e saísse por contusão ou suspensão (caso de Fabão) voltaria ao time assim que estivesse recuperado?, disse Edcarlos. ?O que eu tenho feito agora é procurado aproveitar a minha chance para buscar uma vaga no time.?Por enquanto, a tarefa tem sido cumprida. Já conseguiu ganhar a disputa com Alex, titular nos jogos decisivos da Copa Libertadores. Agora falta ?roubar? a vaga de Fabão ? o uruguaio Lugano é titular absoluto.?Eu tinha jogado quase 50 partidas no ano e marcado apenas um gol (contra o The Strongest, na primeira fase da Libertadores). Agora tive a oportunidade de marcar dois numa partida. Foi muito importante porque temos pretensões de ganhar uma vaga na Copa Sul-Americana e posso mostrar serviço para chegar bem no Mundial?, acredita o zagueiro. ?Cada jogador tem o seu objetivo. Entre nós, ninguém sabe ainda quem vai para o Mundial. Por isso estou treinando muito forte para que possa ir.?Edcarlos é nome certo para a reserva de Lugano e Fabão. ?Mas o Paulo Autuori ainda não anunciou quem vai. Então temos de continuar trabalhando forte.?THIAGO NA FRENTE - Quem vem ganhando espaço é Thiago Ribeiro, atacante de 19 anos revelado pelo Rio Branco de Americana e que estava no Bordeaux, da França. Chegou como quinta opção, atrás de Amoroso, Diego Tardelli, Roger e Christian (contratado recentemente) e hoje é o reserva imediato para o setor ofensivo. ?Todo mundo está brigando por uma vaga no time e eu não sou diferente. Estou aqui há quase três meses e procuro o meu espaço.?Após o gol contra o Flamengo e a participação no quinto gol, de Mineiro (foi de Thiago o chute na trave que deu rebote para o volante marcar), o atacante natural de Pontes Gestal, interior de São Paulo, caiu nas graças de Autuori.?A experiência de vida que tive na França (jogou lá em 2004) me ajudou muito no São Paulo. Quando marquei o gol, a felicidade foi grande. Espero que seja o primeiro de muitos. Respeito todos aqui no São Paulo, mas vim para buscar o meu espaço.? Thiago Ribeiro tem contrato com até o dia 31 de dezembro de 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.