Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Edenílson exalta 'sequência muito boa' e ambiente para Inter vencer outra em casa

Dos dez pontos conquistados pela equipe gaúcha no Brasileirão, nove foram em casa

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2019 | 20h43

Edenílson confia no bom ambiente vivido pelo elenco do Internacional para conquistar a quarta vitória consecutiva em casa, domingo, pelo Campeonato Brasileiro, às 19 horas, frente ao Avaí. Em seis rodadas, dos dez pontos ganhos, nove foram obtidos em casa.

"Estamos em uma sequência muito boa (três vitórias no Beira-Rio seguidas)", disse o meio-campista, referindo-se aos triunfos sobre CSA, Cruzeiro e Flamengo. "Temos um ambiente muito bom. Sabemos a hora de fazer brincadeira, mas também de ser sérios, cobrar., disse o jogador.

Campeão brasileiro pelo Corinthians em 2011, Edenílson sabe que o Internacional precisa conquistar pontos também fora do Beira-Rio, se quiser conquistar o título brasileiro depois de 40 anos de jejum.

Na rodada seguinte a esta deste final de semana, a equipe gaúcha vai até o Rio para enfrentar o Vasco e neste confronto vai buscar o seu primeiro triunfo fora de casa neste Brasileiro, repetindo os feitos da Copa do Brasil e da Libertadores. "Foi a primeira vitória fora na Copa do Brasil no primeiro jogo (1 a 0 sobre o Paysandu, na quarta-feira), tivemos na Libertadores. No Brasileiro, ainda não veio, mas virá logo", afirmou o volante, nesta sexta-feira, em entrevista coletiva.

O jogador também comentou o fato de o time não poder contar com o atacante peruano Guerrero em dois jogos antes da parada da Copa América. "(O Guerrero) É um jogador que se adaptou muito rápido, experiente, decisivo. Ficamos felizes por ele participar da Copa América. O nosso grupo é muito qualificado e temos o Sóbis, que dará conta do recado."

O técnico Odair Hellmann deve mandar a campo: Marcelo Lomba; Zeca, Emerson Santos, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Nonato, D'Alessandro e Nico López; Paolo Guerrero.

O Internacional é o sétimo colocado do Brasileiro, com dez pontos, enquanto os catarinenses só estão à frente do Vasco, em penúltimo lugar, com apenas três.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.