Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Edilson aceita redução de salário e permanece no Cruzeiro

Lateral anunciou nesta terça-feira que entrou em acordo com a diretoria do time mineiro e que pretende ficar para jogar a Série B

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2020 | 22h01

O lateral-direito Edilson anunciou nesta terça-feira que vai permanecer no Cruzeiro após o rebaixamento da equipe para a Série B do Campeonato Brasileiro. O jogador aceitou uma redução de salário, não divulgado, para prosseguir no clube até o fim do ano, quando se encerra o seu contrato. Assim, segue o caminho do zagueiro Léo, que também anunciou recentemente que permaneceria na equipe.

"O ano 2019 não terminou da maneira como gostaríamos. Problemas conhecidos por todos, responsabilidades que, de minha parte, faço questão de assumir. Mas a vida é feita de reviravoltas e participar da reconstrução de um GIGANTE passa a ser não só uma meta, mas uma obsessão. Mais do que isso, um compromisso", avisou Edilson em suas redes sociais.

Assim como outros jogadores, o lateral aceitou o novo padrão salarial do time mineiro, abatido por uma dívida de R$ 800 milhões, segundo informou o atual grupo gestor do clube, na semana passada. Edilson chegou a negociar com o Grêmio nas últimas semanas, mas acabou decidindo ficar no Cruzeiro.

"Sinto que se as coisas não deram certo no final, simplesmente não chegamos no final. A temporada de 2020 será dura, com desafios e obstáculos pela frente. Mas a vontade de participar disso tudo é imensa e incondicional. Nas férias pude pensar bastante, refletir, conversar com pessoas que confio. A convicção é de que eu PRECISO dar esta resposta não só à nação cruzeirense, mas também à mim mesmo. Que tenhamos êxito na caminhada!", disse o jogador, pelas redes sociais.

O lateral-direito já vinha treinando normalmente com o grupo na pré-temporada. Neste ano, ele terá a concorrência de Weverton, jovem jogador que subiu da base para o profissional. Em compensação, não terá mais a disputa direta com Orejuela, que deve ser emprestado pelo clube.

Para Entender

Mercado da Bola

Veja as principais negociações do futebol brasileiro. Clubes se movimentam para tentar se reforçar visando a próxima temporada

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.