Edílson acusa diretor da FPF

?José Manoel Francisco?, na verdade José Manoel Evaristo, ex-presidente e atual vice da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol, foi a pessoa apontada por Edílson Pereira de Carvalho como sendo a responsável por supostamente pressioná-lo em nome do vice-presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos e do vice-presidente da CBF. A Agência Estado obteve hoje cópia do depoimento do árbitro ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), onde ele ainda fez revelações comprometedoras sobre o comportamento do atual presidente do Departamento de Arbitragem da FPF, Francisco Papaiordanu. ?Estranhei a forma como fui interpelado pelo sr. José Manoel Francisco, que me perguntou se eu estava ?satisfeito? com meu retorno à arbitragem, dizendo tanto que era por causa da minha competência, ao mesmo tempo em que falou que ?nós? havíamos salvado a minha pele?, contou Edílson. O ex-juiz prosseguiu que ele ?deveria agradecer pelo quanto feito por ele, Manoel Francisco, pelo sr. Reinado Carneiro Bastos, vice-presidente da FPF, como também pelo sr. Nabi Abi-Chedid, vice-presidente da CBF, o que para mim soou como uma ?dívida?, que eu passei a ter, dali em diante, com as referidas pessoas, ou seja ?um favor que eu lhes devia.? Em outro trecho do depoimento em que reconheceu as fraudes em algumas partidas arbitradas no Campeonato Brasileiro, Carvalho ainda criticou incisivamente a atitude do atual presidente de Arbitragem da FPF, Fran Papaiordanu (identificado no depoimento como Frans Papai Iordano), a quem acusou de pressioná-lo depois da partida entre Corinthians e São Paulo. José Manoel rebateu as acusações com veemência. ?Simplesmente não é verdade. Nunca tive conversa particular com o Edílson e nunca fui presidente do Taubaté (foi diretor). Jamais tivemos alguma intimidade e o fato de ele me chamar de Francisco é uma mostra disso. Ele usa a tática Roberto Jefferson, atira para todos os lados?, disse, abrindo a possibilidade de processar Edílson.

Agencia Estado,

08 de outubro de 2005 | 10h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.