Edílson agradece e quer ir a copa

Além de comemorar seu retorno à seleção brasileira, o atacante Edílson, do Flamengo, afirmou que seu objetivo é o de assegurar uma vaga para a disputa da Copa do Mundo de 2002. "Agora só depende de mim. Fui convocado e farei de tudo para me firmar na equipe e garantir minha ida para a Copa", festejou. Edílson elogiou o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari.Afirmou que o treinador convocou os melhores jogadores, formando uma equipe forte para a partida decisiva contra o Paraguai, pelas eliminatórias da Copa de 2002, dia 15, em Porto Alegre. O atacante rubro-negro fez um agradecimento especial à torcida do clube. Segundo ele, os torcedores foram responsáveis por uma "campanha", que o conduziu de volta para a seleção. Sobre o episódio das "embaixadinhas" na partida final do Campeonato Paulista de 1999, contra o Palmeiras, na época equipe comandada por Scolari, Edílson afirmou que tudo foi superado. Na ocasião, o Corinthians conquistou o título paulista, mas o confronto terminou em pancadaria e o treinador da seleção e o atacante trocaram insultos publicamente. "O Palmeiras tinha acabado de conquistar o título da Taça Libertadores e passaram a semana provocando os jogadores do Corinthians. Eles entraram em campo com a cabeça pintada de verde e a faixa de campeão dentro do short. Foi minha maneira de revidar às provocações", explicou Edílson.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.