Edílson quer estragar festa do amigo

O atacante Edílson garante que a provável pressão da torcida do Corinthians, seu ex-clube, não irá afetá-lo no jogo desta quarta-feira, no Morumbi, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. "Estou acostumado a enfrentar torcidas de clubes por onde passei e isso não me abala", disse o jogador, que é o artilheiro do Cruzeiro na temporada, com oito gols em nove jogos disputados. Para Edílson, o Cruzeiro deve "jogar com o regulamento", ou seja, buscar um empate em São Paulo para decidir em casa, na próxima semana. Além de enfrentar o seu ex-clube Corinthians, Edílson irá jogar contra um de seus maiores amigos, o volante Vampeta, que faz aniversário justamente nesta quarta-feira. "Eu e Vampeta já nos enfrentamos outras vezes, como em um Flamengo, onde eu jogava, versus Fluminense e em um Vitória contra Palmeiras, clube que eu defendia", lembrou o atacante cruzeirense. "Mas é sempre bom revê-lo, principalmente no dia do seu aniversário", acrescentou Edílson. Como sempre recebe presentes do conterrâneo, o atacante deixou o treino na Toca da Raposa, antes de embarcar para São Paulo, e foi a um shopping da capital mineira para comprar uma "lembrança". Não quis, no entanto, revelar o que daria ao meia. "Estraga a surpresa", afirmou. Empate - O técnico Marco Aurélio não quis adiantar o esquema tático e a escalação que pretende utilizar contra o Corinthians. Mas, a julgar pelos treinamentos da semana, o mais provável é que arme um time um pouco mais defensivo, pensando em conseguir um empate. Com isso, as opções seriam um time com três zagueiros ou três volantes. Se a formação for a 3-5-2, a defesa teria Cris, Luisão e o reforço do zagueiro Marcelo Batatais. No outro caso, Augusto Recife estaria ao lado de Fernando Miguel e Ricardinho no meio-de-campo. Ricardinho era dúvida para o jogo até segunda-feira, mas recuperou-se de um estiramento muscular e foi confirmado. Outra novidade do Cruzeiro é o retorno do lateral argentino Sorín, que desfalcou o time na última partida, em razão de um problema na coxa, e passou nos testes da semana.

Agencia Estado,

12 Março 2002 | 19h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.