Edílson quer título e artilharia

O atacante Edílson quer se despedir da torcida do Cruzeiro, antes do embarque com a seleção brasileira para a disputa da Copa, não apenas ajudando o time a conquistar o bicampeonato da Copa Sul-Minas, neste domingo, contra o Atlético-PR, no Mineirão. Ele também quer consagrar-se como maior artilheiro do clube mineiro na competição.Até agora, Edílson marcou 10 gols, o mesmo que Marcelo Ramos fez pelo Cruzeiro na Sul-Minas do ano passado. Mesmo sabendo que a equipe de Belo Horizonte precisa apenas de um empate para ficar novamente com título - o Cruzeiro venceu o adversário por 2 a 1, no primeiro confronto, em Curitiba -, o Edílson entende que o ideal é lutar mais uma vez pela vitória e promete contribuir para um bom placar."Seria uma honra muito grande para mim seguir para a Copa do Mundo sendo campeão da Sul-Minas e o principal goleador do Cruzeiro na competição", disse o atacante. "Se alguém tem dúvidas quanto ao meu empenho, peço apenas que vá ao Mineirão", acrescentou Edílson, comentando insinuações de alguns jornalistas de que ele poderia se preservar no jogo com o Atlético-PR, para não comprometer sua situação na seleção.Outro jogador que quer marcar com o título a despedida da torcida cruzeirense, só que em caráter definitivo, é o lateral Sorín. O argentino se apresenta na segunda-feira à seleção de seu país e, após a Copa do Mundo, segue para a Lazio, da Itália, que comprou seu passe por US$ 9,5 milhões.Depois de dois anos e meio em Belo Horizonte, onde se tornou um dos maiores ídolos da história do Cruzeiro, Sorín assegurou que fará tudo para que os mineiros não saiam decepcionados do estádio. "O que mais quero no mundo, neste momento, é o bicampeonato da Sul-Minas e a torcida pode ter certeza que todos do grupo estão com a mesma determinação", disse.Ao contrário de jogos anteriores, em que fez mistério com a escalação, o técnico Marco Aurélio adiantou no meio da semana os 11 titulares que atuarão contra os paranaenses. Sem os meias Ricardinho e Vander e o lateral Maicon, todos suspensos, mas podendo contar com o zagueiro Cris, o treinador arma o time no esquema 3-5-2. Jefferson, no gol, terá à frente Marcelo Batatais Cris e Luisão. Ruy atua na ala-direita, na vaga de Maicon, e Sorín joga pela esquerda. Fernando Miguel, Jorge Wagner e Jussiê foram confirmados no meio e, no ataque, Edílson terá Fábio Júnior ao seu lado - a dupla marcou os gols da vitória do domingo passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.