Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Edilson revela tomar remédio para dormir às vésperas da final da Copa do Brasil

Lateral não esconde a ansiedade para a decisão contra o Corinthians

O Estado de S.Paulo

15 Outubro 2018 | 19h58

O lateral Edilson já tem no currículo títulos de peso, como o da Copa Libertadores, da Copa do Brasil e do Brasileirão. Nada disso, porém, faz o jogador do Cruzeiro conter a ansiedade às vésperas da final da Copa do Brasil, contra o Corinthians, na noite desta quarta-feira, em São Paulo.

Nesta segunda-feira, o jogador cruzeirense revelou que precisou tomar remédio para dormir no domingo. "Ontem [domingo] comecei a tomar remédio para dormir bem e descansar. É a importância de parecer o primeiro título. A gente esquece até as [finais] antigas, pensamos como se fosse a primeira", afirmou o lateral.

Edilson justificou a ansiedade ao argumentar que se trata de um possível primeiro grande título com a camisa do Cruzeiro - no início do ano, foi campeão mineiro pela equipe. "Sempre tem a motivação extra, pois é o primeiro ano no Cruzeiro. Desde quando vim, quero marcar na história. Essa motivação nos move. Chega na decisão, parecemos criança. Depois, o jogador entende que o que move a carreira são os títulos e outras conquistas."

Apesar da vantagem de ter vencido o jogo de ida por 1 a 0, Edilson pediu cuidado na partida da volta. "O Corinthians realmente é muito forte dentro de casa. A torcida deles sempre é um fator fundamental, não para de cantar o tempo todo, fazem com que os jogadores acreditem. Já fizeram viradas boas lá dentro. O próprio gramado é diferente dos outros, um pouco escorregadio. Eles sabem usar esse fator casa, mas estamos preparados."

O lateral lembrou que, ao contrário do que aconteceu nos confrontos anteriores do Cruzeiro nesta Copa do Brasil, o time mineiro vai decidir fora de casa. "Antes estávamos fazendo o primeiro jogo fora e decidindo em casa. Agora é totalmente diferente, pois a gente se encontra numa final", declarou.

Ele não deixou de valorizar a vitória conquistada na ida. "No primeiro jogo aqui, fizemos bem o nosso papel. O 1 a 0 é uma vantagem pequena, mas é uma vantagem. Mas a gente vai a São Paulo com muito respeito, muita dedicação e muita entrega, para que possamos fazer um jogo perfeito. É só nisso que a gente pensa. Será um jogo mentalmente muito forte e temos que estar preparados", projetou.

CONCENTRAÇÃO - Assim como o Corinthians, o Cruzeiro decidiu antecipar a concentração para a finalíssima da Copa do Brasil. Os jogadores do time mineiro entraram no regime nesta segunda. O comum é que o elenco entre em concentração apenas um dia antes das partidas. Após fazer treino fechado nesta segunda, o técnico Mano Menezes deve repetir a dose na manhã de terça, antes da viagem da delegação para São Paulo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.