Edílson se apresenta ao Cruzeiro

O atacante Edílson, de 31 anos, cuja contratação foi anunciada há mais de dez dias pelo Cruzeiro, apresentou-se finalmente ao novo clube, no final da tarde de hoje. Emprestado pelo Flamengo ao time mineiro por R$ 700 mil, até dezembro deste ano, Edílson deverá se integrar ao grupo comandado pelo técnico Marco Aurélio na quinta-feira, já que a delegação fica até a quarta-feira no Triângulo Mineiro, onde realiza pré-temporada. O jogador foi esperado por dezenas de cruzeirenses no Aeroporto da Pampulha, na Zona Norte, pela manhã, mas não apareceu e deixou os torcedores, que aguardavam sua chegada desde o início de janeiro, ainda mais apreensivos. Os dirigentes mineiros, no entanto, informaram que Edílson havia se atrasado porque precisou passar em sua empresa, no Rio, para pegar alguns documentos. É que, em Belo Horizonte, ele definiria detalhes com representantes do Flamengo sobre uma dívida superior a R$ 1 milhão que tem a receber do clube e precisava dos papéis. Por volta das 17h30, o atleta finalmente desembarcou no aeroporto, onde os torcedores permaneceram por mais de oito horas. Recebido com festa pelos cruzeirenses, Edílson prometeu repetir no time de Minas a história de sucesso que construiu em passagens pelo Corinthians, pelo Palmeiras, pelo rubro-negro e pela seleção. "Tenho muitos títulos, inclusive o de tetracampeão brasileiro, e espero atingir minhas melhores condições técnicas e físicas e ajudar o Cruzeiro na conquista de mais glórias, para o clube e para minha carreira", disse. O atacante lembrou ainda que sua performance no time mineiro será fundamental para que consiga realizar o sonho de ir à Copa do Mundo. Alberto - Além de Edílson, dos atacantes Fábio Júnior e Lúcio, do zagueiro Marcelo Batatais, dos meias Fernando Miguel e Vander e do goleiro Gléguer, o Cruzeiro deve anunciar nos próximos dias mais contratações. As posições com carência, segundo o técnico Marco Aurélio, são a cabeça de área e a lateral direita. Para a ala, um dos pretendidos é Alberto, da Udinese, proibido de atuar no futebol italiano até o meio do ano por causa da utilização de passaporte falso.

Agencia Estado,

14 de janeiro de 2002 | 20h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.