Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Edmílson mantém cautela e nega favoritismo palmeirense

'Ninguém aqui está falando que já ganhamos. Essa competição é muito dura', afirma o volante do Palmeiras

AE, Agencia Estado

29 de setembro de 2009 | 21h27

Foi só o Palmeiras abrir cinco pontos na liderança do Campeonato Brasileiro que o rótulo de favorito ao título já começou a rondar os jogadores do clube. Nesta terça-feira, dia em que o time se reapresentou após a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR, conquistada sábado, no Palestra Itália, o volante Edmílson negou que já pense no título, e reafirmou a cautela na sequência da competição.    

 

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Ninguém aqui está falando que já ganhamos. Essa competição é muito dura, muito equilibrada, e qualquer vacilo pode ser fatal. Temos um grupo muito consciente e a certeza exata que ninguém ainda conquistou nada", disse o jogador. "Não existe favorito a ganhar nada, até porque a competição vai ficar ainda mais difícil. São 36 pontos e nosso planejamento não é pensar lá na frente, mas jogo a jogo. Nesse momento, estamos com a cabeça voltada para o Santos."

No entanto, antes de pensar no clássico de domingo, na Vila Belmiro, Edmílson se empenhou para valorizar os últimos resultados do Palmeiras - além do Atlético-PR, triunfo fora de casa sobre o Cruzeiro. "Falaram que as duas vitórias foram sofridas, mas esse é o Campeonato Brasileiro. É uma competição muito equilibrada e sempre vão acontecer resultados apertados. Não existe jogo feio ou bonito, mas sim a competência de conquistar os três pontos", argumentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.