Edmundo ganha vaga do lesionado William no Palmeiras

O veterano Edmundo, de 35 anos, deve mesmo voltar ao time titular do Palmeiras no clássico contra o Corinthians, domingo, no Morumbi. O atacante substituirá o meia William, vetado pelos médicos após sofrer uma lesão nas costelas durante o treino da última quarta-feira. A equipe do Palestra Itália está treinando na cidade de Águas de Lindóia, no interior de São Paulo, e só voltará para a capital no sábado.Depois do coletivo de quarta, William precisou ser levado a um hospital pelos médicos do Palmeiras, mas foi liberado em seguida. O jogador, porém, não viajou com o time. O atleta de 18 anos, artilheiro do clube na temporada com três gols - assim com o atacante Osmar -, ficou em São Paulo, fazendo tratamento na Academia de Futebol.Herdeiro da vaga, Edmundo não joga desde o último dia 7, quando sentiu dores no joelho direito após a partida contra o Ituano, em Itu - derrota por 1 a 0. O atleta estava com uma tendinite no local. No coletivo de quarta, o seu primeiro após a contusão, o atacante saiu da reserva para brilhar e marcar três gols na vitória dos titulares.Apesar do retorno do avante, o técnico Caio Júnior lamentou muito o desfalque de William, mas disse confiar plenamente em Edmundo. ?Ele é um jogador que chama a responsabilidade, que cresce nos clássicos?, disse. ?O time ganha em poder de finalização [com Edmundo], se ele tiver duas chances de gol, pelo menos uma ele faz?, acrescentou.Os médicos informaram que a lesão de William não é grave, mas a tendência é que ele desfalque o time também no jogo da próxima quarta-feira, contra o Noroeste, no Palestra Itália. Outro que ficará os próximos dois jogos fora do time é o atacante Florentín. O paraguaio sofreu uma pancada na panturrilha esquerda durante treino no início da semana. Sem Florentín, Caio Júnior terá os atacantes Osmar e Cristiano para compor o banco de reservas. O meia Caio é a outra alternativa ofensiva.O time titular no clássico será: Marcos, Wendel, David, Edmílson e Leandro; Francis, Pierre, Martinez e Valdivia; Edmundo e Alemão. Depois de acabar com a série de seis partidas sem vitórias no Paulistão ao bater o São Caetano (2 a 1), o Palmeiras ocupa a nona colocação na tabela, com 16 pontos, nove a menos que o Santos. O time alviverde precisa vencer o arqui-rival para seguir com chances de classificação às semifinais do Estadual.ConcentraçãoPara Caio Júnior, jogo com o Corinthians merece atenção especial. ?É um jogo diferente, sem dúvida?, admitiu o treinador. Foi por isso que ele resolveu levar o elenco palmeirense para um hotel fazenda em Águas de Lindóia. ?Eu, particularmente, sou contra a idéia de se fazer uma concentração muito longa, com vários dias longe da família?, explicou. ?Mas, neste caso específico, acho importante tirar o time desse clima de rivalidade em São Paulo e levá-lo para um lugar mais tranqüilo, onde podemos conversar mais, focar no clássico e até controlar melhor a alimentação dos jogadores.?Este será o segundo clássico de Caio Júnior no comando do Palmeiras. No primeiro, houve empate em 3 a 3 com o Santos, depois de o time palmeirense ter aberto 2 a 0. ?Adoro clássicos. É a coisa mais gostosa do futebol?, revelou o treinador do Palmeiras. ?Quando eu jogava no Grêmio, adorava o Gre-Nal [duelo com o Internacional].?Caio Júnior e alguns atletas do Palmeiras relataram que o assédio em semana de clássico aumenta consideravelmente em São Paulo. ?Todo mundo fala para a gente ganhar esse jogo do Corinthians de qualquer jeito?, contou o zagueiro David. ?É mesmo um dos maiores clássicos do futebol brasileiro?, emendou o lateral-esquerdo Leandro, ex-Vitória e Cruzeiro.Para dar total sossego aos jogadores, a direção do Palmeiras proibiu que jornalistas se hospedassem no mesmo hotel e limitou o tempo de entrevistas por dia. Conversas após o almoço, por exemplo, estão proibidíssimas. Segundo a assessoria de imprensa do clube, a medida foi tomada para ?não atrapalhar a digestão dos jogadores.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.