Edmundo marca e Vasco vence o Criciúma pela Copa do Brasil

Resultado de 1 a 0 dá vantagem ao clube carioca, mas partida de volta será na casa do adversário

16 de abril de 2008 | 21h44

O Vasco precisou de um pênalti aos 39 minutos do segundo tempo para vencer o Criciúma, na primeira partida entre os dois times pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. Apesar de a torcida ter pedido aos gritos que o goleiro Tiago cobrasse o pênalti, o atacante Edmundo tomou a iniciativa e chutou com categoria. O placar de 1 a 0 fez justiça à pressão imposta pelo Vasco na maior parte do jogo, disputado na noite desta quarta-feira, em São Januário.     Veja também:   Justiça Federal nega habeas-corpus para presidente do Vasco O time da casa atuou praticamente todo o segundo tempo com um jogador a mais. Luís André foi expulso logo com 1 minuto de bola rolando na etapa final. Mas, ainda assim, demorou a conseguir o gol por causa do nervosismo da equipe.No primeiro tempo, o atacante Jean bem que tentou algumas vezes levar perigo ao gol de Zé Carlos. Não foi feliz em duas finalizações. Alan Kardec não atuava bem e acabou substituído por Edmundo, que deu a vitória ao time. O Criciúma marcava muito bem e congestionava o meio campo. Tentava surpreender nos contra-ataques, mas a defesa do Vasco estava atenta.O Criciúma continuou retraído e ficou mais acuado ainda depois da expulsão de André Luís. "O time jogou bem, criou várias oportunidades, é uma vantagem pequena, mas importante. A equipe jogou com raça. Se continuarmos assim, vamos conseguir a vaga", comentou Edmundo, que justificou por que chamou para si a responsabilidade de cobrar o pênalti, num choque de Marcelo em Wagner Diniz. "Eu estava confiante."

Tudo o que sabemos sobre:
Copa do BrasilEdmundoVascoCriciúma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.