Edmundo pede divisão de responsabilidades no Palmeiras

Um dia após o empate por 3 a 3 com o Santos, em que o Palmeiras cedeu o resultado após ter colocado dois gols de vantagem, Edmundo reclamou do excesso de cobrança sobre os dois jogadores mais experientes e identificados com a torcida: ele mesmo e o goleiro Marcos.Segundo o atacante, os dois sempre são os mais expostos à repercussão da imprensa e dos torcedores sobre cada resultado da equipe. E pediu que os companheiros os ajudem a suportar a pressão neste início de Campeonato Paulista, em que o time não vence há dois jogos."Eu e o Marcos temos uma sobrecarga de responsabilidade. Isso não é saudável, não é legal. Cada um tem que ter sua parcela de mérito e culpa", disse Edmundo, que, aos 36 anos, é o mais veterano do time - Marcos tem 33.Apesar da crítica, Edmundo entende que o desentrosamento do grupo dificulta o surgimento de novos líderes. "O time vive um momento dificílimo. Não tem equipe formada há algum tempo. Estamos em começo de trabalho e cada falha é muito criticada, a coisa aqui é muito aflorada."O zagueiro Edmílson, um dos que chegaram recentemente ao Palmeiras, fez questão de mostrar posição firme ao ser questionado sobre a declaração de Edmundo. "Quando vencemos, o grupo todo vence. Eu, da minha parte, não fujo das minhas responsabilidades, até porque tenho 29 anos e uma personalidade forte."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.