Edmundo: US$ 500 mil por 2 meses

Quando parece que Edmundo está num beco sem saída, aparece um clube para salvá-lo e engordar sua conta bancária. Foi assim quando o Napoli o contratou no final de 2000, pagando-lhe US$ 450 mil por mês. E a história se repete agora, duas semanas depois de ter sido dispensado pelo Cruzeiro: para jogar cinco partidas pelo Verdy Tokyo (Japão) na J-League entre 31/10 e 24/11 e mais a Copa do Imperador (a final será dia 1º de janeiro), o atacante receberá a respeitável quantia de US$ 500 mil.O acordo foi fechado hoje e Edmundo viajará nesta sexta-feira para Tóquio, onde desembarcará no domingo. "Ouvi dizer que ele cria problemas, mas também ouvi que ele treina duro e faz gols. Precisamos de um jogador com personalidade forte para conduzir o time neste momento difícil", disse à imprensa japonesa o presidente do Verdy, Nobuhisa Sakata, conhecido por ser um gastador.A situação do Verdy na J-League é delicada. O time está em 15º lugar na classificação, com 17 pontos em 24 partidas, à frente apenas do Cerezo Osaka, que tem 13. O 14º colocado é o Avispa Fukuoka, com 24 pontos. Faltam seis rodadas - a próxima é sábado e por isso, Edmundo não terá tempo de jogar - e dois times cairão.O Verdy pertence a um império de comunicação que engloba o maior jornal do país (Yomiuri) e a rede de tevê Nippon Television, que é a patrocinadora do time. Antes de se mudar para Tóquio, o clube tinha sede em Kawasaki e era um dos mais fortes do país - foi bicampeão nacional em 93 e 94 e levou a Copa do Imperador em 96 e 97.O Verdy tem dois brasileiros de pouca expressão no elenco - o atacante Marquinhos, ex-Coritiba, e o zagueiro Émerson, ex-Gama. Conta também com um japonês que já passou pelo futebol brasileiro: o meia Maezono, que jogou no Santos sob o comando de Leão.A seqüência de jogos do Verdy até o fim do campeonato: Sanfrecce Hiroshima (casa), Cerezo Osaka (fora, na rodada que deverá marcar a estréia de Edmundo), Vissel Kobe (fora), Gamba Osaka (casa), Kashima Antlers (fora) e Tokyo FC (casa).A experiência anterior de Edmundo para tentar salvar um time do rebaixamento foi um fiasco. Ele chegou ao Napoli com o status de maior estrela do clube desde a saída de Maradona e falou até em levar o time para a Copa da Uefa. Mas no final do campeonato o Napoli foi rebaixado e Edmundo considerado o pior estrangeiro da competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.