Divulgação/Vitória
Divulgação/Vitória

Edno marca gol de bicicleta e Vitória passa pelo Criciúma

Com 34 pontos, equipe baiana chega à 16.ª colocação e deixa os catarinenses na lanterna do Brasileirão, somando apenas 30

Tiago Décimo, Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2014 | 20h54

Com um gol de bicicleta de Edno, o Vitória venceu o duelo da zona de rebaixamento contra o Criciúma por 3 a 1, na noite deste sábado, em Salvador. O resultado tirou a equipe baiana do grupo dos quatro últimos - passa a ocupar a 16ª posição, com 34 pontos - e manteve a catarinense na lanterna, com 30.

O time da casa dominou o primeiro tempo da partida e só não conseguiu marcar por causa da boa atuação de Bruno, do Criciúma. Em pelo menos quatro oportunidades o goleiro garantiu o 0 a 0 na primeira etapa. Na mais impressionante, aos 22 minutos, Richarlyson chutou forte, da entrada da área, exigindo boa defesa do goleiro. No rebote, Dinei cabeceou no canto oposto e Bruno conseguiu salvar dando um tapa na bola.

Após segurar o resultado no primeiro tempo, o time catarinense voltou mais ofensivo no segundo. Chegou a criar algumas boas chances, como aos 14 minutos, quando o atacante Roger Gaúcho chutou forte, exigindo boa defesa do goleiro Wilson e, no rebote, o centroavante Souza cabeceou no travessão. 

Com a nova postura, porém, o Criciúma deixou mais espaços na defesa, principalmente pelo lado esquerdo - e propiciou a abertura de placar pelo Vitória. Aos 17 minutos, o volante Cáceres passou por dois defensores no setor, e chutou forte, cruzado, fora do alcance de Bruno. O centroavante Dinei, em aparente posição de impedimento, chegou a desviar a bola, mas a arbitragem validou o gol para o volante. 

Em desvantagem, o Criciúma partiu para o ataque e chegou ao empate quatro minutos depois, com o volante Rodrigo Souza, que completou de cabeça cobrança de escanteio, dentro da pequena área, no meio da zaga do Vitória.

O jogo ficou aberto, com os dois times buscando o triunfo. E foi o Vitória que marcou o segundo, em um golaço de Edno, aos 33 minutos. Após cruzamento pela lateral direita, a zaga afastou, mas a bola subiu e, na queda, o atacante do time baiano emendou, de bicicleta, no canto esquerdo do goleiro Bruno. O time baiano ainda ampliou, aos 40 minutos, com Edno cobrando pênalti sofrido pelo atacante Vinícius. Depois, restou à equipe administrar o resultado.

Na próxima rodada, tanto Vitória quanto Criciúma enfrentam adversários que lutam pelas primeiras posições no campeonato. O Vitória vai a Porto Alegre jogar contra o Grêmio, no sábado, às 19h30. Já o Criciúma recebe o São Paulo no Estádio Heriberto Hulse, no domingo, às 17 horas.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 3 X 1 CRICIÚMA

VITÓRIA - Wilson; Nino Paraíba, Kadu, Roger Carvalho e Mansur; José Welison, Cáceres e Richarlyson; Edno (William Henrique), Vinícius (Guillermo Beltrán) e Dinei (Ednei). Técnico: Ney Franco.

CRICIÚMA - Bruno; Eduardo, Joílson, Ronaldo Alves e Bruno Cortez; Rodrigo Souza (Bruno Lopes), Serginho, João Vitor (Zé Carlos) e Cleber Santana; Lucca (Roger Gaúcho) e Souza. Técnico: Gilmar del Pozzo.

GOLS - Cáceres, aos 17, Rodrigo Souza, aos 21, e Edno aos 33 e, de pênalti, aos 40 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS).

CARTÕES AMARELOS - João Vitor (Vitória); Joílson e Bruno Lopes (Criciúma).

RENDA - R$ 72.825.

PÚBLICO - 8.374 pagantes.

LOCAL - Estádio Manoel Barradas (Barradão), em Salvador (BA).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVitóriaCriciúmaBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.