Edson Rezende defende Cléber Abade

Para o presidente da Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Edson Rezende, a atuação de Cléber Wellington Abade não influenciou no resultado da vitória do Corinthians sobre o Santos, por 3 a 2, na Vila Belmiro. O dirigente aproveitou e afirmou que, ao contrário de Carlos Eugênio Simon, o juiz paulista não será preservado e retirado momentaneamente do quadro de profissionais da entidade. ?O erro do Simon interferiu no resultado. Ele deixou de validar um gol legítimo do Vasco e deu um gol irregular para o Figueirense. E a partida terminou empatada?, disse Rezende. ?Agora, o Abade se tivesse dado o pênatli no Nilmar (atacante do Corinthians) não teria mudado nada, porque a vitória também seria corintiana.?Rezende ainda defendeu as expulsões do atacante Luizão, do Santos, e do meia Carlos Alberto, do Corinthians, mas condenou o árbitro por não ter expulsado o goleiro santista Saulo. Sobre a ida de Abade para a ?geladeira?, como ocorreu com Simon, o presidente da Comissão de Arbitragem sintetizou: ?não vejo motivos e na rodada do outro final de semana ele estará no sorteio?. E Rezende ainda tentou encontrar uma explicação para os sucessivos erros de arbitragem nas partidas remarcadas do Campeonato Brasileiro. O presidente da Comissão destacou o clima de revolta dos torcedores e jogadores pode estar influenciando a atuação de todos em campo.?Acho que o próprio clima já vem ruim e tenso para a partida e não sei se está influenciando os árbitros, que são seres humanos e passíveis de erros?, afirmou Resende. ?Tanto que só estão acontecendo esses problemas nas partidas remarcadas.?Ameaça de greve - O Sindicato dos Árbitros-SP sugere paralisação da categoria se ?medidas enérgicas não forem adotadas? para preservar os juízes que estão trabalhando no Campeonato Brasileiro. Em nota à imprensa, a entidade comunicou ter solicitado ao presidente da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol, José de Assis Aragão, em caráter de urgência, uma assembléia para deliberar sobre a greve.

Agencia Estado,

14 de outubro de 2005 | 20h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.