Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Edu Dracena, do Palmeiras, cobra boa arbitragem na final: 'Que seja decidido em campo'

Assessor técnico do clube afirma que se precisar, clube tomará providências caso se sinta prejudicado

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de agosto de 2020 | 11h43

O assessor técnico do Palmeiras Edu Dracena cobrou que a arbitragem da final do Campeonato Paulista, contra o Corinthians, tenha em campo o melhor nome possível para conduzir o clássico. Em entrevista na noite deste domingo à TV Gazeta, o ex-zagueiro e atual dirigente afirmou que espera da Federação Paulista de Futebol (FPF) uma boa escolha sobre quem vai apitar e pede para que a decisão seja decidida em campo e não nos bastidores.

O assunto da arbitragem voltou a ser abordado porque há dois anos os rivais fizeram uma final conturbada no Campeonato Paulista. O Corinthians venceu nos pênaltis após no tempo normal o árbitro Marcelo Aparecido de Souza ter marcado uma penalidade de Ralf em Dudu, do Palmeiras, e ter voltado atrás após oito minutos de paralisação. Enfurecida, a diretoria do Palmeiras questionou uma possível interferência externa na mudança de decisão do árbitro.

"Não vou citar aqui, porque todo mundo já sabe o que aconteceu. Tomara que possamos estar falando no sábado do jogo, um jogo bonito, decidido dentro de campo, entre os 22 jogadores. E não ficar falando de lances polêmicos para não estragar o campeonato", afirmou o ex-zagueiro. Naquela final, Edu Dracena presenciou os desdobramentos do banco de reservas.

O dirigente do Palmeiras disse esperar que um bom árbitro seja o escolhido para conduzir a partida. "Tomara que a Ana Paula de Oliveira (presidente da comissão de arbitragem da FPF) possa escalar o melhor árbitro para os dois jogos, porque sabemos que clássico e final envolvem muita coisa. Temos que estar bem tranquilos, mas, da mesma forma, ligados para que esses detalhes não façam diferença, como fizeram em alguns jogos", disse.

Apesar de esperar que o jogo não seja conturbado, Dracena garante que se precisar, o Palmeiras vai tomar providências contra a arbitragem caso se sinta prejudicado. "O Palmeiras vai estar preparado dentro e fora de campo para o que acontecer. No futebol, infelizmente, tem algumas coisas que você vê e acaba duvidando de muitas coisas. Então, temos que ficar espertos e vamos estar preparados dentro e fora de campo para essa grande final de campeonato", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.