Edu Dracena diz estar pronto para jogar domingo em Minas

Santos visita o líder Cruzeiro em parada dura do Brasileiro: mesmo assim, beque, que já atuou no time de Minas, se coloca à disposição

SANCHES FILHO, O Estado de S. Paulo

15 de agosto de 2014 | 18h37

Depois de uma longa recuperação, o zagueiro Edu Dracena fez sua estreia na temporada na noite de quinta-feira, ao entrar no segundo tempo da vitória do Santos sobre o Londrina pela Copa do Brasil. O veterano beque de 33 anos disse que suportou bem o retorno, nada sentiu, e que está pronto para jogar novamente neste domingo, quando o Santos visita o líder Cruzeiro, no Mineirão, pelo Brasileirão.

Em janeiro, ainda durante a pré-temporada, Edu Dracena precisou passar por cirurgia no joelho esquerdo, a segunda da sua carreira. Seu retorno aconteceu aos sete minutos do segundo tempo desta quinta, quando entrou em campo no lugar de Jubal. "Me senti bem contra o Londrina", disse, em entrevista na tarde desta sexta-feira. "Não estou 100% tecnicamente, mas a vontade de ajudar o Santos é grande. 

Se o Oswaldo de Oliveira quiser me utilizar desde o início, estou pronto", avisou Edu Dracena, deixando sua escalação nas mãos do técnico, que deve mesmo colocá-lo como titular no jogo diante do Cruzeiro. uma vez que o zagueiro David Braz cumprirá suspensão nesta 15ª rodada do Brasileirão.

Nem o fato de enfrentar o líder Cruzeiro no Mineirão assusta Edu Dracena neste retorno. "A gente já pega logo um teste de fogo como esse. A casa vai estar cheia, conheço bem aquele estádio. Mas jogador que joga no Santos não escolhe adversário. Se o treinador precisar de mim, vou entrar e dar conta do recado", garantiu o zagueiro, que já passou pelo clube mineiro no passado.

Na entrevista desta sexta, Edu Dracena também comentou sobre a emoção de voltar a jogar depois de ficar tanto tempo fora. "Parecia que estava estreando com 17 anos no Guarani", admitiu o capitão do Santos, que ainda agradeceu o apoio que recebeu do torcedor santista neste retorno. "Agradeço muito o apoio da torcida."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.