Edu Dracena exalta torcida e superação pessoal para 'animar' o Palmeiras

Zagueiro diz acreditar em virada do time na semifinal do Paulista após derrota para a Ponte Preta por 3 a 0

O Estado de S. Paulo

19 de abril de 2017 | 09h31

O zagueiro Edu Dracena, do Palmeiras, mostrou na manhã desta quarta-feira confiança na chance de reviravolta do time para chegar à final do Campeonato Paulista. Para o defensor, a força da torcida no Allianz Parque, a qualidade do elenco e o histórico de surpresas no futebol dão a possibilidade de acreditar que será possível reverter a derrota por 3 a 0 sofrida diante de Ponte Preta e conseguir no sábado a vaga na decisão.

"Eu procuro pensar positivo. O meu lema é jamais desistir, se não teria desistido na minha primeira lesão no joelho e já tive quatro. Vim para o Palmeiras sabendo onde podemos chegar", disse o zagueiro em entrevista coletiva. O elenco se reapresentou nesta quarta-feira pela manhã após dois dias de folga e deve ter uma agenda de treinos fechados e bastante conversa até a partida de sábado, às 19h.

Dracena comentou que o Palmeiras tem capacidade no elenco para ganhar do rival por quatro gols de diferença e chegar à final. "A confiança que temos primeiro no elenco e nas pessoas que trabalham e comandam a equipe faz com que você entre perdendo de 3 a 0 tendo condições de reverter. Temos jogadores experientes que sabem que o jogo é jogado em 90 minutos", afirmou. Até a tarde desta terça-feira a torcida comprou 30 mil ingressos para a partida.

A Ponte Preta tem sido um adversário complicado para o Palmeiras nos últimos encontros. No ano passado e também em 2017, a equipe campineira não foi derrota pelo Alviverde. "Vamos lutar até o fim. O futebol tudo pode acontecer. Hoje acredito muito no Palmeiras, na torcida, que vai fazer uma diferença grande. Eles vão ser essenciais pela classificação, porque eles contaminam o time", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.