Maurício de Souza/AE - 04/11/2009
Maurício de Souza/AE - 04/11/2009

Edu Dracena se diz impressionado com ataque santista

Meninos da Vila marcam 8 gols sobre o Guarani e praticamente colocam o Santos nas quartas da Copa do Brasil

Bruno Deiro, Agência Estado

15 de abril de 2010 | 00h42

No dia em que o Santos comemorava 98 anos de fundação, os Meninos da Vila mais uma vez fizeram a torcida relembrar a época dourada do clube, de Pelé, Coutinho, Pepe e companhia. Neymar, em noite inspirada nesta quarta-feira, marcou cinco na goleada por 8 a 1 sobre o Guarani, que praticamente colocou o time nas quartas de final da Copa do Brasil e tornou o jogo de volta, em Campinas, uma mera formalidade.

Veja também:

linkSantos dá espetáculo na Copa do Brasil e goleia o Guarani

link Neymar é comparado a Messi na Espanha

tabela COPA DO BRASIL - Resultados da competição

blog BATE-PRONTO: Messi da Vila Belmiro na Copa

O Santos atacou do primeiro ao último minuto e mostrou que a fome de gols dos garotos é, realmente, insaciável. Jogadas rápidas, dribles e passes geniais fizeram parte do repertório. Neymar, Paulo Henrique e Robinho - que marcou dois - comandaram o espetáculo na Vila. Com menos de 9 mil torcedores, o show não teve um público à altura.

"É impressionante o que eles fazem, ficamos até felizes de jogar ao lado deles", disse o zagueiro Edu Dracena, ao comentar a atuação do ataque santista. Robinho, no entanto, preferiu usar sua experiência para tentar acalmar os ânimos. "O time mostrou mais uma vez seriedade e humildade. Mas não ganhamos nada ainda."

Diante de antigos craques como Pepe, Edu e Clodoaldo, presentes na Vila, o jovem time santista não perdeu o ímpeto mesmo após ter feito quatro no primeiro tempo. "A gente não planeja (as goleadas). O respeito que a gente tem é jogar com humildade e buscar sempre botar a bola na rede", afirmou Paulo Henrique, que elogiou os cinco gols do amigo Neymar. "Mas espero que não falte lá na frente."

Mesmo abatido, o Guarani deixou o campo resignado com a superioridade do rival. "Sabemos que é praticamente impossível reverter, mas vamos entrar com dignidade no Brinco de Ouro e dar uma vitória para nossa torcida", prometeu Moreno, autor do gol de honra dos visitantes. Para o goleiro Juliano, a noite foi inédita. "Nunca tinha tomado oito, mas o Santos está de parabéns."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.