Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Edu Gaspar é xingado em restaurante próximo ao estádio do Palmeiras

Gerente de futebol do Corinthians teve de deixar o local em Perdizes

Fernando Paulino Neto, O Estado de S. Paulo

26 de abril de 2015 | 15h38

O gerente de futebol do Corinthians, Edu Gaspar, foi hostilizado por torcedores palmeirenses em um restaurante de classe média do bairro de Perdizes, horas antes do primeiro jogo da final do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Santos. O ex-atleta, acompanhado de sua mulher e duas crianças, e foi recepcionado com gritos e palavrões pelos palmeirenses que almoçavam e bebiam no local.

Gaspar se dirigiu aos torcedores ponderando que estava com a família e chegou a sentar à mesa. A gritaria continuou com xingamentos e cânticos contra o Corinthians e ele, assustando a filha do jogador. Com a menina chorando, ele se retirou sem comer. Os palmeirenses continuaram aos gritos "comemorando" o feito.

O bairro fica nas proximidades do Allianz Parque, estádio que vai sediar o primeiro jogo da final entre Palmeiras e Santos. Mesmo que os portões tivessem sido abertos às 14h, muitos torcedores continuam fazendo festa pelo entorno do estádio.



Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.