Divulgação
Divulgação

Eduardo Baptista deixa a Ponte Preta e fica livre para o Palmeiras

Treinador negou que tenha acertado com o atual campeão brasileiro

Estadão Conteúdo

02 de dezembro de 2016 | 11h13

Eduardo Baptista está livre para ser anunciado como técnico do Palmeiras. O treinador compareceu a entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira em Campinas (SP), junto com a diretoria da Ponte Preta, para anunciar sua saída do clube campineiro. Ele não confirmou, poou rém, que estaria acertado com o Palmeiras, mas não se nega responder sobre o atual campeão brasileiro.

"Como falar não para o atual campeão brasileiro? O Palmeiras é um grande clube. Mas por outro lado também tenho um plano de vida de trabalhar no Japão. Meu pai está lá há oito anos, e gostaria de ir um dia. Mas vamos ver agora. É uma situação que preciso conversar com a família para tomar a decisão, pois envolvem outras pessoas também", disse.

Ele negou que tenha acertado com o Palmeiras na quinta, um dia depois de o técnico Cuca avisar que não fica no Palestra Itália em 2017. "Muito se falou ontem (quinta). Dei o treino no CT e fiquei em casa. Não estava em São Paulo. Palmeiras vive um momento melhor financeiramente, mas não é dinheiro que vai me contratar. Estou começando a construir minha carreira, e a última coisa que penso é o lado financeiro. Vou olhar o projeto, ver o que tem a oferecer e ver qual pensamento", afirmou o treinador.

Eduardo Baptista deixou claro, porém, que estava feliz na Ponte Preta. Por isso, recusou convites como do Corinthians, durante o Campeonato Brasileiro. Encerrado o torneio, sente que pode deixar o clube do coração e seguir seu caminho. "Agora encerrei um projeto aqui, mas a Ponte está encaminhada para 2017", afirmou.

No lugar do filho de Nelsinho Baptista fica outro treinador de pedigree: o então auxiliar-técnico Felipe Moreira, de apenas 35 anos, filho do ex-técnico da Ponte Preta Marco Aurélio. "Foi uma unanimidade entre a diretoria, tem o mesmo perfil do Eduardo, e acreditamos que tem total condição de dar sequência ao trabalho", garantiu Hélio Kazuo, diretor de futebol.

SUBSTITUTO DE CUCA?

 O nome de Baptista ganhou força depois que outros candidatos ao cargo que era de Cuca até terça-feira acertaram contrato com outros clubes: Roger Machado se tornou o novo treinador do Atlético Mineiro e Abel Braga retornou ao Fluminense. Mano Menezes não está disposto a sair do Cruzeiro agora e, na visão da diretoria, o auxiliar Alberto Valentim ainda não está pronto para assumir o grupo.

O filho de Nelsinho Baptista vem ganhando destaque no cenário nacional desde 2015, quando levou o Sport ao título da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano. Depois de ficar apenas seis meses no Fluminense, assinou contrato com a Ponte Preta. Sondado por Grêmio e Corinthians, renovou até o final de 2017 - seu vínculo possui multa rescisória.

A campanha pelo time de Campinas é muito boa. A equipe chegou a sonhar com a vaga para Libertadores e sempre esteve distante da zona de rebaixamento. Se vencer o Coritiba, chegará a 53 pontos e fará a melhor campanha da história do clube na era dos pontos corridos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.