Eduardo Baptista diz que Ponte Preta está fortalecida após vaga na Copa do Brasil

Equipe paulista encara o Fluminense pelo Brasileirão

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2016 | 20h30

A Ponte Preta viveu um dia de total tranquilidade, nesta quarta-feira, após a grande atuação pela Copa do Brasil, quando goleou o Figueirense por 5 a 0, na última quarta, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), e garantiu a sua vaga nas oitavas de finais da competição. Mas já troca o chip nesta sexta de olho no compromisso contra o Fluminense, no domingo, às 11 horas, no estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ), pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Segundo o técnico Eduardo Baptista, "o time está cada vez mais unido e fortalecido".

Para o treinador, o trabalho desenvolvido pela comissão técnica nos últimos dois meses proporcionou colocar os jogadores em um mesmo patamar físico, técnico e tático. Isso traz benefícios diretos para o time dentro de campo. "Estamos mudando peças, por causa de suspensões ou lesões, ou até mesmo para poupar alguns que chegam no limite e sem perder a intensidade", ressalvou.

Ele também lembra da recuperação moral de alguns jogadores que, aparentemente, estavam descartados no elenco. São os casos do meia Rhayner, que nos últimos três jogos se transformou em um garçom para os companheiros com passes para gols, e do lateral-direito Nino Paraíba. "Não se faz um time forte com apenas 11 jogadores. Todos do elenco são importantes e devem dar sua contribuição. Quem está dentro precisa manter o ritmo e quem está fora precisa estar pronto pra entrar", explicou Eduardo Baptista.

A sua filosofia de manter o grupo em um mesmo nível seria a razão para que o time se mantivesse em boa situação. É oitavo colocado no Brasileirão e está nas oitavas de final da Copa do Brasil. "Da maneira como nos preparamos acho que temos plenas condições de disputar as duas competições ao mesmo tempo. Mesmo porque as viagens são dentro do país e porque agora temos um grupo muito bem preparado", concluiu.

UMA BAIXA = O único desfalque no Rio vai ser o lateral-esquerdo Reinaldo, suspenso com três cartões amarelos. Esta vai ser, inclusive, um chance para ele descansar, tendo em vista que participou dos 16 jogos disputados pelo time campineiro no Brasileirão. O seu substituto deve ser Bruno Lopes, emprestado pelo Cruzeiro e que ainda não teve nenhuma chance.

Por outro lado, o time contará com os retornos do volante Wendel, que não pode atuar pela Copa do Brasil por já ter defendido o Goiás, e dos atacantes Felipe Azevedo e William Pottker, recuperados de lesões. Estes dois devem ser opções no banco de reservas porque o time está encaixado sem eles nos últimos jogos.

Os jogadores ganharam folga nesta quinta-feira e treinam na manhã desta sexta - apenas um técnico-tático. Após o almoço, a delegação já segue para o Rio, onde treinará no sábado pela manhã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.