Divulgação
Divulgação

Eduardo Baptista elogia elenco e diz que Flu atende sua filosofia

Técnico diz que sempre mirou o tricolor por categoria de base

Estadão Conteúdo

18 de setembro de 2015 | 16h12

Apresentado nesta sexta-feira como novo técnico do Fluminense, Eduardo Baptista foi questionado sobre a sua decisão de trocar o Sport pelo clube das Laranjeiras e explicou que se sentiu atraído pelas características da equipe, uma das principais do futebol nacional e conhecida pela valorização do trabalho desenvolvido nas divisões de base.

"O Fluminense tem uma filosofia muito parecida com a maneira de ver o futebol que eu tenho. Quando eu direcionei minha carreira para treinador, tracei um perfil, e sempre vi no Fluminense um clube com esse pensamento, de ter uma base forte, de ter equilíbrio, uma paciência maior com os meninos", disse.

Eduardo Baptista fez uma defesa enfática do elenco do Fluminense, negando que exista um racha entre os jogadores. Além disso, garantiu que encontrou um grupo motivado a superar o momento difícil, com seis derrotas e um empate nas ultimas sete rodadas do Campeonato Brasileiro.

"Eu não sou um cara de rede social, mas acabo escutando algumas coisas. Quando entrei aqui, vi uma equipe muito equilibrada, muito preocupada em mudar essa situação. Jogadores jovens motivados. Os mais velhos motivados também e tentando dar apoio aos jovens. O que encontrei aqui já me deixa bastante tranquilo", comentou.

O novo treinador do Fluminense evitou comentar sobre a formação que pretende adotar no início do seu trabalho, mas adiantou que não fará mudanças drásticas em comparação com o que vinha sendo feito pelo técnico Enderson Moreira.

"O que tenho que fazer é justiça. O que apresentar melhor desempenho vai jogar. Começa zerado. Conheço todos os atletas aqui. Não vou querer mexer muito na equipe que o Enderson deixou agora. Mas deixei aberto: todo mundo vai poder ter chance de jogar. O jogador se escala, com postura. Dentro do campo são todos homens. Vai jogar aquele que mostrar que realmente merece", afirmou.

Nesta manhã, Eduardo Baptista comandou um treinamento fechado, na curta preparação para o duelo com a Ponte Preta, neste sábado, às 21 horas, no Moisés Lucarelli, pela 27ª rodada do Brasileirão.

Assim, não houve uma indicação sobre a escalação do Fluminense. Certo mesmo é que o Fluminense não poderá contar com o lateral-direito Wellington Silva, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o volante Jean, com uma pubalgia, e o meia Gerson, com dores na coxa esquerda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.