JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Eduardo Baptista pede maior movimentação do time do Palmeiras

Técnico alerta para problemas da equipe alviverde

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

05 Fevereiro 2017 | 20h43

A vitória dá um alívio ao Palmeiras, por estrear na temporada com um resultado positivo, mas não é o suficiente para agradar ao técnico Eduardo Baptista. O treinador deixou claro, após bater o Botafogo-SP por 1 a 0, que ainda vê coisas para serem corrigidas na equipe, principalmente em relação a organização e movimentação.

"A gente precisa ficar um pouco mais com a bola. Em determinados momentos, a gente tinha a bola e acaba rifando. Temos de aparecer mais no espaço", destacou o treinador, citando principalmente o atacante Dudu. 

"O Dudu arma a equipe pelo lado e vem por dentro, mas fica mais longe do gol. Chegamos com o Róger, Tchê Tchê e Raphael Veiga. Ele se movimenta bastante e tem uma função com a bola, que facilita a nossa saída. Quando tivermos mais espaço, acho que ele vai usar mais a velocidade. Com a dificuldade, preciso dele como foi hoje (domingo), deixando os companheiros na cara do gol", analisou.

O treinador usou como exemplo do que ele quer ver no Palmeiras, a disposição da equipe nos primeiros minutos de jogo. "Os primeiros 35 minutos foram próximos do que a gente pensa, com  variação, velocidade, diagonal, levando a bola de um lado para o outro e finalizando. Depois foi caindo, a gente começou a errar, o que é natural. Importante vencer, mas temos de melhorar. Depois dos 15 do segundo tempo, a gente podia ter ficado mais com a bola", alertou. 

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo para encarar o Ituano, em Itu. O elenco volta aos treinos na manhã desta segunda-feira, na Academia de Futebol.

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
Palmeiras Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.