Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Eduardo Baptista promete Palmeiras com força máxima contra a Ponte

Alviverde já entrará em campo com a melhor campanha da fase de grupos do Paulistão

O Estado de S. Paulo

27 de março de 2017 | 07h00

Depois de algumas rodadas dando ritmo de jogo para vários atletas, o técnico Eduardo Baptista planeja escalar força máxima no Palmeiras contra a Ponte Preta. A intenção do treinador é utilizar os melhores jogadores que tiver à disposição para começar a preparar a equipe para a fase final do Paulistão, que já começa no próximo fim de semana.

"A ideia contra a Ponte é já começar a desenhar, tem alguns jogadores que vamos dando condição. Não tenho todo o elenco à disposição, tenho alguns desfalques também das seleções. Vamos dar uma cara ao time para entrar bem no próximo fim de semana".

Autor dos gols contra o Santos e Audax, Willian foi citado pelo comandante alviverde como um exemplo de atleta que aproveitou as oportunidades para mostrar que tem condições de atuar a qualquer momento. "Todos são alternativas no time, não só o Willian. Ele não é reserva nem titular. Entrou bem, consistente, ajudou na marcação com saída rápida, finalizou, fez gol. Ele vem crescendo. Iniciou a temporada e aos poucos vai ganhando confiança, forma física, técnica, é um cara importante para a gente, sendo titular ou reserva".

Além de compromissos no estadual, o Palmeiras também fará sua terceira partida na Copa Libertadores contra o Peñarol, dia 26 abril. "Criamos uma situação em toda a competição que deu o momento de poder fazer isso. As análises estão sendo feitas, e para entrar em abril com só decisões. Não vejo um mês que precise poupar alguém. Temos duas semanas cheias. Estamos preparando para o mês de abril forte, dando chances a todos, para que a gente possa montar a melhor equipe para o mês de abril".

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolEduardo Baptista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.