Eduardo Baptista tem só uma dúvida para definir a Ponte Preta contra o Flamengo

Uma dúvida "boa" no meio de campo é o que o técnico Eduardo Baptista tem para definir a Ponte Preta para enfrentar o Flamengo, nesta quarta-feira, em Cariacica (ES), pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O meia Thiago Galhardo só voltou a treinar nesta segunda e pode perder a vaga para o volante Abuda.

Estadão Conteúdo

05 de setembro de 2016 | 18h20

Para Eduardo Baptista, quem está em melhores condições é escalado. Por isso, existe a forte tendência de que Abuda continue no setor mesmo porque teve uma boa atuação na vitória sobre o Corinthians por 2 a 0, na última rodada. Na ocasião, ele jogou ao lado do volante Wendel e do meia Thiago Galhardo. Mas agora volta o volante João Vitor, titular que ficou de fora por cumprir suspensão automática.

Por ser um jogo fora de casa e contra um adversário forte, é provável a escalação de três volantes: João Vitor, Wendel e Abuda. Embora tenha atuado nos últimos jogos, Thiago Galhardo ficou afastado por quase 10 dias dos treinos com bola. Está, portanto, abaixo do ritmo de jogo dos demais jogadores. Ele seria uma opção mais ofensiva, que deve ficar para ser usada durante o jogo.

O técnico também ganhou boas opções ofensivas com as liberações do departamento médico de William Pottker, artilheiro do time com sete gols, e de Felipe Azevedo, vice-artilheiro com cinco. Ambos não devem também começar jogando porque o trio ofensivo - formado por Rhayner, Roger e Clayson - foi bem no último jogo. Os dois são volantes, mas Renê Júnior já tem sido relacionado no banco e Elton, recuperado de cirurgia, pode também ganhar uma chance.

"Escalar um ou outro bom jogador não é problema, mas solução. Porque colocando qualquer um eu tenho a certeza de que não vou errar" costuma argumentar Eduardo Baptista. Ele pode inclusive liberar da delegação os volantes Maycon e Matheus Jesus, que chegam nesta segunda-feira da Inglaterra, onde defenderam a seleção brasileira sub-20 em dois amistosos contra os ingleses. Não há a informação de que eles vão participar do treino desta terça-feira, um rápido tático seguido de recreativo. Após o almoço, a delegação seguirá para o Espírito Santo.

Com 34 pontos, a Ponte Preta ocupa a sétima posição por duas rodadas. Antes ficou quatro rodadas na oitava posição, o que para a comissão técnica comprova o crescimento consistente do time na competição. O objetivo é manter esta evolução. No primeiro turno, em Campinas (SP), a equipe paulista perdeu para o time carioca por 2 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.