Eduardo Costa critica diretoria do Grêmio na despedida

Contratado por empréstimo pelo Grêmio, o volante Eduardo Costa se despediu da equipe nesta quarta-feira. O jogador tinha contrato até o final de julho, mas o clube gaúcho decidiu liberá-lo antes, já que o atleta está contundido. O meio-campista reclamou da diretoria em sua despedida do Grêmio. "O que um não quer, dois não fazem. Eu queria [ficar], demonstrei meu interesse. Talvez não houvesse esse interesse. Futebol virou um negócio e funciona muito mais pela razão. As pessoas que comandam talvez acharam que não seria o melhor [me manter]. Funciona assim. O mais importante é que continuarei sendo torcedor do clube", criticou, em entrevista à Rádio Gaúcha. Eduardo Costa começou a carreira no Grêmio e conquistou um título gaúcho e uma Copa do Brasil pelo clube, ambos em 2001. O volante retornou ao clube no segundo semestre de 2007 e chegou a ser capitão do time. O Grêmio não demonstrou interesse em adquirir seus direitos econômicos, que giravam em torno de 3 milhões de euros (aproximadamente R$ 7,4 milhões).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.