Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Eduardo Coudet deve trocar o Internacional pelo Celta, diz imprensa espanhola

Líder do Brasileirão, técnico argentino é o nome mais cotado para assumir o time espanhol; ele já informou sobre sua saída do clube gaúcho. E Abel Braga pode ser contratado

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2020 | 11h36
Atualizado 09 de novembro de 2020 | 17h19

O técnico argentino Eduardo Coudet, do Inter, está de saída e vai deixar a equipe gaúcha. Segundo emissoras de rádio da Espanha, o treinador negocia com o Celta de Vigo. Já está tudo acertado com o clube europeu. Há uma multa de R$ 10 milhões a ser paga. O clube espanhol demitiu o treinador Óscar Garcia depois de empatar por 1 a 1 com o Elche, pelo Campeonato Espanhol, e se aproximar da zona de rebaixamento. Assim, foi para cima de Coudet, que não estava feliz em Porto Alegre e aceitou a oferta. Desde domingo, o técnico trata de sua saída com dirigentes do Colorado.

Nesta segunda, houve uma nova tentativa de convencer o argentino a permanecer no cargo, uma vez que ele estava no time que lidera o Brasileirão. Mas não houve mudança. De acordo com emissoras como Radio Vigo e Copa, o argentino deve assumir o comando em breve. Coudet passou pelo clube como jogador entre 2002 e 2013, quando disputou 12 partidas. No último domingo, após empatar por 2 a 2 com o Coritiba, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico foi questionado sobre a possibilidade de se transferir para a Espanha, mas preferiu desconversar.

"Focamos no que foi o jogo. É um clube no qual joguei e conheço bem, mais que isso não posso dizer nada. Não (teve proposta), porque o Celta tem treinador ainda", afirmou Coudet. O argentino chegou ao Inter no início deste ano. Em 46 jogos disputados em 2020, ganhou 24, empatou 13 e perdeu nove. O time ocupa a liderança do Campeonato Brasileiro e participa também da Copa do Brasil e  Libertadores. O nome mais observado pela diretoria agora e o de Abel Braga, desempregado.

Para manter o treinador, o Inter confiava em uma multa rescisória no valor de R$ 10 milhões. No entanto, tem pesado no ambiente uma série de divergências entre Coudet e a diretoria. O principal tema é a falta de reforços. A especulação da possível saída do treinador antecede semanas decisivas para o Inter neste mês. Na quarta-feira, a equipe enfrenta o América-MG, pela Copa do Brasil, e semanas depois encara o Boca Juniors, pela Libertadores. Sua saída deve ser decretada ainda nesta egunda-feira.

Coudet tem 46 anos. Como treinador, teve trabalhos longos no Rosário Central e Racing. A diretoria do Inter admitiu recentemente o risco de perdê-lo. "O Coudet, antes de treinar no Brasil, tinha o mercado aberto na Europa e, com a campanha no Inter, não tenho dúvida de que clubes europeus observam seu trabalho. Nós, da direção, não recebemos nenhum comunicado de que tenha uma proposta do Celta ou qualquer outro clube. Mas não me surpreenderia, pois ele é um dos treinadores de ponta do futebol mundial", comentou o vice-presidente do Inter, Alexandre Chaves Barcellos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.